O Corinthians anunciou seu mais novo gerente comercial. Nilton Leão será responsável por tudo o que diz respeito à Arena Itaquera, desde sua manutenção até a geração de receitas. Em relação às receitas, além daquelas geradas nos jogos, existem planos também de explorar comercialmente outros equipamentos do estádio, como: estacionamentos, restaurantes, áreas de lazer e o principal, a venda do naming rights.

Nilton Leão trabalhou anteriormente na administração do estádio Engenhão, no Rio de Janeiro, gerido pelo Botafogo. A experiência do novo gerente na administração de Arenas será importante para gerir a casa corintiana, principalmente por conta das dificuldades da Arena Itaquera na arrecadação de receitas alternativas.

Publicidade
Publicidade

O "Timão" resolveu contratar um profissional exclusivo para a Arena Corinthians devido à dificuldade de conciliação em administrar o estádio e o clube. Mas um dos motivos primordiais é o atraso da prefeitura em liberar os CIDs, Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento. A emissão desses certificados tinha sido acordada entre o então prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e o Corinthians, com o intuito de cobrir os custos extras para a adequação e entrega do estádio à FIFA para a realização da Copa do Mundo de #Futebol em 2014.

No entanto, até o momento o Corinthians não viu a cor do dinheiro, e o atual prefeito, Fernando Haddad, parece não se importar com a emissão dos certificados. E também em virtude disso, o clube cobrou oficialmente a prefeitura, que respondeu com a promessa de liberar R$ 15 milhões nos próximos dias.

Publicidade

A escolha por Nilton Leão foi devido indicação do arquiteto Anibal Coutinho, responsável pela construção do estádio corintiano. Ele é economista, e além do futebol, também toca projetos no MMA, com participações no UFC. Com essa nova função, criada pelo atual presidente corintiano, Roberto de Andrade, o Corinthians agora terá um profissional voltado exclusivamente para o dia-a-dia da Arena Corinthians, o que é vital para o clube, pois, seu estádio poderá se tornar um grande gerador de receitas, principalmente no que diz respeito à quitação das dívidas contraídas para sua construção. #Negócios