O campeão voltou. Essa frase define o retorno de Anderson 'Spider' Silva ao octógono. Foram 399 dias de espera, para uma nova luta ser marcada e para ter seu nome posto no Card Principal da categoria. Mas na madrugada deste sábado (31/1) para domingo (1/2), Silva superou o longo tempo parado e ganhou, por pontos, de Nick Diaz: 50 - 45.

A luta teve um começo provocador vindo do americano. Sabendo que era mais fraco e, inclusive, admitindo isso diante das câmeras, Diaz resolveu utilizar de todo seus artifícios para tentar desorientar o brasileiro. Nada adiantou. Quem assistia à luta percebia que o Spider que já vimos lutar inúmeras vezes não estava ali naquele momento, pois não é fácil ficar tanto tempo parado e voltar no mesmo ritmo.

Publicidade
Publicidade

Compreensível - ele passou todo o tempo sendo festejado, fotografado e abordado por fãs, então sabia que não era momento de arriscar algo, sem saber seus precedentes. Cauteloso, mas não inoperante em seus ataques desferidos no rosto do adversário, sendo que um deles feriu e abriu um corte próximo ao olho esquerdo de Diaz.

O brasileiro conseguiu a façanha de quebrar - ou mesmo criar - invariados recordes no UFC. Uma lenda viva. E todos esses recordes se mantiveram intactos durante seu tratamento, em virtude da fratura na perna. Foram 10 títulos defendidos, até sua derrota para Chris Weidman - quem ele machucaria em 28 de dezembro. Manteve o cinturão dos campeões por 7 anos, além de 11 vezes nocautear seus oponentes. A joelhada característica foi dona de 8 desses. Ele tem o recorde de massacres consecutivos, são 16 no total.

Publicidade

Além disso, tem a marca de 14 vitórias por nocaute ou finalização, mais um recorde na empresa de Dana White.

Anderson Silva é o maior lutador de todos os tempos do MMA, dificilmente alguém que está chegando agora nos ringues deve ultrapassá-lo - pelo menos nos próximos anos. E a lenda ficará para sempre na mente dos brasileiros, dos americanos e do mundo inteiro.

Spider, o lutador que chorou em seu retorno e desafiou o impossível, está de volta. Seus inimigos devem temer. E, quem sabe poderemos ver dois confrontos épicos Spider x Jon Jones ou George St Pierre. #Entretenimento #Mídia