Depois de muita especulação e uma negociação dada como certa, o meio-campista Jadson decidiu recusar a proposta do Jiangsu Sainty, clube da China, e permanecerá defendendo a camisa do #Corinthians. A informação foi confirmada através das redes sociais pelo clube e o próprio jogador. Assim, Jadson deve cumprir até o final seu contrato, que termina em dezembro de 2015.

Clube contava com o dinheiro para aliviar situação financeira

Embora os torcedores e o técnico Tite lamentassem a saída de Jadson, que vive possivelmente sua melhor fase no clube, a diretoria corintiana via a transação com bons olhos. O Corinthians possui 30% dos direitos de passe do jogador e lucraria cerca de R$ 4,8 milhões, o que ajudaria a aliviar a delicada situação financeira que o clube atravessa. Alguns direitos trabalhistas dos jogadores estão atrasados e o pagamento do financiamento junto ao BNDES utilizado na construção da Arena deve pesar nos cofres do clube.

Vontade da família pesou na decisão

Antes de anunciar sua escolha, Jadson - que viveu durante anos na Ucrânia - consultou sua família, que foi preponderante na decisão tomada. A mudança para o país asiático não foi vista com bons olhos pelo jogador e seus familiares, que chegaram à conclusão que as compensações financeiras não seriam atrativas o suficiente para justificar a volta ao exterior. Jadson receberia cerca de R$ 500 mil de salário, além de uma parte do valor da transação com o clube chinês. Atualmente, o jogador recebe cerca de R$ 350 mil no Corinthians.

Jadson não enfrenta o Linense

O Corinthians estava tão certo da concretização do negócio com o Jiangsu Sainty que sequer relacionou Jadson para a partida contra o Linense pelo Campeonato Paulista marcada para esta quarta-feira (25). Ao contrário do que vem acontecendo na competição, o técnico Tite optou por utilizar seus principais jogadores em Lins.

O jogador chegou ao Corinthians no começo de 2014, vindo do São Paulo em uma polêmica troca por Alexandre Pato, que fora contratado pelo alvinegro por algo em torno de R$ 40 milhões. Até hoje, por questões contratuais, o atacante são-paulino não pode enfrentar o Corinthians, detentor do passe do atleta. Na última quarta-feira (18), Jadson foi o grande destaque do confronto entre as duas equipes pela fase de grupos da Taça Libertadores. #Futebol