Na última quarta-feira, 18, o #Corinthians venceu o primeiro clássico contra o São Paulo em uma Libertadores, e, consequentemente, o primeiro jogo da fase de grupos dessa edição do torneio. 

Jogando em sua arena, o alvinegro paulista comandou todas as ações, marcando o primeiro gol logo aos 11 minutos, com Elias, que chutou de primeira, à meia-altura, na entrada da área, após linda troca de passes entre o volante e os meio-campistas Jadson e Danilo. Em seguida, o "timão" recuou e passou a jogar no contra-ataque. O São Paulo equilibrou a partida, mas, mesmo assim, quando o Corinthians roubava a bola adversária e partia para o ataque, criava chances claras de gol.

O segundo tempo começou como havia terminado o primeiro, com o São Paulo procurando atacar, mas sem oferecer perigos à meta corintiana. o Corinthians respondia com excelentes contra-ataques. Até que, após um lance polêmico envolvendo o atacante Emerson Sheik, aconteceu o gol do meio-campista Jadson, que decretou o placar de 2x0, aos 22 minutos. A partir daí, o Corinthians administrou a partida até o apito final.

O Corinthians foi melhor do que o São Paulo durante toda a partida. Um dado curioso evidencia a superioridade corintiana: o goleiro Cássio não fez nenhuma grande defesa e nenhuma interceptação de jogadas, pois, o time são-paulino não levou perigo ao gol corintiano em nenhum momento do jogo.

No clássico, o Corinthians mostrou ter um time bem montado, estruturado e com um plano de jogo bem definido pelo seu técnico, entendido e colocado em prática pelos jogadores. Além disso, o elenco corintiano tem jogadores experientes e de qualidade, que fazem a diferença, principalmente, em jogos decisivos. 

Já o São Paulo, mostrou que tem um time desestruturado e com pouca qualidade ofensiva, vide a falta de chutes na meta corintiana. Com isso, não conseguiu evitar a derrota no clássico, e ainda, de quebra, viu os rivais venceram o primeiro "majestoso" da história da maior competição sul-americana de #Futebol , a Libertadores.