#Corinthians e São Paulo se enfrentam nessa quarta-feira, 18, a partir das 22h, horário de Brasília, valendo pela primeira rodada do grupo 2, da Taça Libertadores da América, maior competição sul-americana de #Futebol. A partida será realizada na Arena Corinthians, mandante da partida. Pela primeira vez na história da competição, os dois grandes clubes paulistas se enfrentarão, em mais um clássico famosamente conhecido como "majestoso". Cinco títulos mundiais (três do São Paulo e dois do Corinthians) e mais quatro da Libertadores (três do tricolor e um do alvinegro) entrarão em campo nessa noite para o jogo que promete parar o país.

Os times estão prontos para a partida.

Publicidade
Publicidade

No Corinthians, o maior problema é a ausência do seu principal artilheiro, Paolo Guerrero, que desfalca o time por estar suspenso. No entanto, o "timão" conta com jogadores importantes que podem fazer a diferença nesse jogo que promete ser bastante tenso e pegado. As principais armas corintianas para a partida são: o atacante Emerson Sheik (autor dos dois gols do Corinthians na decisão da Libertadores de 2012 contra o Boca Juniors-ARG, que deram o tão desejado título da competição ao time paulista) e o meia Danilo, bastante experiente e decisivo em clássicos, que já foi campeão do torneio tanto pelo Corinthians, em 2012, como também pelo São Paulo, em 2005.

Já do lado do São Paulo, o maior desfalque é o meia argentino Centurión, recém contratado e que estreou muito bem no campeonato paulista, marcando um dos gols do tricolor na sonora goleada de 5X0 aplicada no Bragantino, em plena casa do adversário.

Publicidade

Centurión terá que cumprir uma suspensão obtida ainda quando era jogador do Racing da Argentina. Todavia, o desfalque parece não assustar os torcedores são-paulinos, que aposta na ótima fase do time nesse inicio de ano, realizando a melhor campanha do paulistão até aqui, e de forma invicta. As principais armas do time para o "majestoso" de hoje a noite é o trio de ataque: Pato, Ganso e Alan Kardec, que vem infernizando as defesas adversárias em 2015.

A partida inédita dessa quarta-feira alimenta, ainda mais, a rivalidade entre os dois times, rivalidade essa que cresceu absurdamente nas duas últimas décadas. Esse aumento pode ser associado às inúmeras conquistas que ambas as equipes tiveram durante esse período. Além dos já citados títulos mundiais e da Libertadores, Corinthians e São Paulo venceram, de 1990 para cá, nove títulos brasileiros no total (cinco para o "timão" e quatro para o tricolor). Além dos três títulos da Copa do Brasil conquistados pelos corintianos (1995, 2002 e 2009) e as muitas conquistas internacionais dos são-paulinos (como a Supercopa, em 1993, a Conmebol em 1994 e a Sul-americana, em 2012). Resta saber quem levará a melhor na partida dessa noite.