O ex-piloto alemão da Fórmula 1 Michael Schumacher chorou ao escutar as vozes da esposa Corinna e dos filhos, Mick e Gina Marie. Desde o grave acidente que sofreu na estação de esqui nos Alpes Franceses, Schumacher permaneceu em estado de coma por seis meses. Hoje, pouco mais de um ano após o trágico ocorrido, o ex-piloto encontra-se imobilizado e impossibilitado de falar ou se comunicar, pois seus músculos faciais estão praticamente paralisados.

Segundo o Globo Esporte, a revista italiana Autosprint informou que Schumacher voltou para casa há quatro meses e recebe sessões contínuas de fisioterapia para evitar a atrofia muscular.

Publicidade
Publicidade

As atividades cerebrais do ex-piloto alemão parecem operar normalmente, pois ele chora e demonstra emoções. A Autosprint afirmou que o choro é a única maneira de Schumacher comunicar-se com o mundo externo enquanto está preso em um corpo imobilizado.

No acidente, o ex-campeão da Fórmula 1 sofreu ferimentos graves na cabeça após colidir com uma rocha. Segundo o site do Telegraph, ele passou por duas cirurgias cerebrais e foi transferido do hospital de Greenoble para Lausanne em junho do ano passado. Um dos médicos-cirurgiões declarou que o alemão precisaria de muitos anos para se recuperar completamente, pois o caminho a trilhar é extenso. Durante o tratamento, Schumacher precisará reaprender todas as ações corriqueiras do dia a dia, como falar e se mover.

Pessoas próximas a Schumacher revelaram à revista Autosprint que o ex-piloto da Fórmula 1 permanece a maior parte do tempo sentado na cadeira de rodas em sua residência em Gland, na Suíça.

Publicidade

Quando não está nas sessões de fisioterapia, ele observa a vista composta pelos Alpes Suíços e pelas margens do Lago Genebra de sua janela. O olhar, muitas vezes, perde-se no vazio.

Lenda das pistas

Sete vezes campeão da Fórmula 1, Schumacher é uma verdadeira celebridade no mundo do #Automobilismo. Foi embaixador da Unesco e se envolveu em diversas ações humanitárias ao longo de sua vida, doando dezenas de milhões de dólares para organizações e causas filantrópicas. Na terça-feira (3), Schumacher completou 46 anos e recebeu o carinho dos fãs e da Ferrari, marca italiana que representou nas pistas durante tantos anos. #Famosos