A Copa Libertadores da América, principal competição de clubes do continente, começou para o #Futebol brasileiro nesta quarta-feira (04). Enquanto Cruzeiro, Atlético/MG, São Paulo e Internacional aguardam o início da fase de grupos, o #Corinthians entrou em campo na sua arena para começar a decidir a sorte contra os colombianos do Once Caldas. Por ter ficado em quarto lugar no último Campeonato Brasileiro, a equipe paulista precisa passar pela pré-classificação para permanecer na disputa.

Rivais engrossam a torcida pelos colombianos

Como já é tradição no futebol brasileiro, quando uma equipe do país participa de uma competição internacional, os torcedores dos outros clubes reforçam a torcida pelo adversário.

Publicidade
Publicidade

Quando esta equipe brasileira é o Corinthians, a "torcida contra" fica ainda mais acentuada. Recentemente, os argentinos do Boca Juniors e os ingleses do Chelsea ganharam muitos simpatizantes instantâneos no Brasil, quando o Timão decidiu os títulos da Copa Libertadores da América e do Mundial Interclubes de 2012. Na oportunidade, a equipe levantou as duas taças.

Um ano antes, porém, a "torcida contra" deu resultado, e o Corinthians conheceu um fantasma que o assusta até hoje, especialmente às vésperas de uma estreia na Copa Libertadores. Em 2011, na mesma fase eliminatória, a equipe do Parque São Jorge, que contava em seu elenco com estrelas consagradas como Ronaldo Fenômeno e o lateral Roberto Carlos, amargou uma eliminação surpreendente diante do Tolima, também da Colômbia. Até hoje, foi a única vez em que um clube brasileiro caiu na fase preliminar da competição.

Publicidade

Necessidade de um bom resultado gera preocupação

Para que a história não se repita este ano, os corintianos precisam demonstrar sua força dentro de casa e abrir uma boa vantagem. A seu favor, conta com o apoio de sua "fiel torcida", que deve lotar o palco de abertura da última Copa do Mundo. Além da energia dos "antis", como os corintianos definem os torcedores rivais, pesa contra o Corinthians a reconhecida dificuldade em construir placares elásticos. A vitória de 3 x 0 contra o Marília no último domingo trouxe um pouco mais de esperança neste sentido.

E você, vai torcer para quem na estreia do futebol brasileiro na Libertadores 2015?