Desde 2013 o Atlético Paranaense opta por jogar o campeonato Paranaense com um time sub-23, mas engana-se quem pensa que isso tira todo o brilho do #Futebol do furacão. O alvinegro Curitibano joga de igual com todos os seus adversários.

Na noite do último domingo, os clubes se enfrentaram pela primeira vez na Arena da Baixada, após sua reforma para a Copa do Mundo. O jogo foi dificultado pela forte chuva que caiu na cidade pela tarde e a dura marcação deixou o jogo muito faltoso. O estádio teve pouco menos de 10 mil pagantes, e renda de aproximadamente R$ 70 mil.

Esse foi o duelo de número 88 entre os times, e foi decidido em uma penalidade: o jogador Netinho colocou a mão na bola.

Publicidade
Publicidade

Depois do cruzamento, o árbitro da partida, Edivaldo Elias da Silva, apontou para a marca da cal. Bruno Pelissari foi para a batida e fez o gol do jogo.

Essa foi a primeira vitória do Furacão na competição, que perdeu para o Rio Branco por 3X1, na rodada anterior, e empatou com o Cascavel, em partida sem gols, no jogo da estreia do campeonato.

O Paraná Clube foi melhor durante a grande maioria do jogo, principalmente nos minutos finais, quando a Atlético teve expulso de campo o atacante Bruno Barros. Nesse momento os Paranistas se jogaram todos ao ataque e exigiram do goleiro Alexandre boas defesas. O goleiro do Furacão foi, sem dúvidas, o melhor em campo. Com atuação irretocável garantiu a vitória do seu time.

A arbitragem foi muito questionada, principalmente pelo Paraná Clube, que teve dois gols anulados.

Publicidade

No intervalo do jogo, alguns seguranças tiveram que segurar um dirigente do clube, que estava muito agressivo ao discutir com o juiz.

A situação do Paraná Clube na competição está se complicando: com apenas uma vitória em três #Jogos, o time está na 6ª colocação e enfrentará o J.Malluceli na próxima rodada, tentando se reerguer no Campeonato Paranaese. Com o resultado, o Furacão sobe para a 7ª posição e encara o Prudentópolis na quarta-feira. O líder do campeonato é o atual campeão, o Londrina.