A situação no setor ofensivo do Grêmio no começo de temporada é preocupante, os torcedores estão de cabelo em pé. Em cerca de dez dias o clube viu seus dois principais centroavantes serem seduzidos pelo poder financeiro do #Futebol chinês e saírem rumo ao oriente.

O argentino Barcos, além de artilheiro do clube na última temporada, era também o capitão do time e um dos ídolos da torcida gremista. Marcelo Moreno estava emprestado ao Cruzeiro no ano passado, foi campeão brasileiro e conseguiu muito destaque na campanha vitoriosa, anotando quinze gols. Curioso é que ambos foram contratados pelo mesmo clube, o Changchun Yatai, e agora formarão uma promissora dupla de #Ataque no futebol chinês.

Publicidade
Publicidade

O fato é que o Grêmio sofre as consequências de antigas gestões que gastaram mais dinheiro do que arrecadaram, hoje a palavra de ordem no clube gaúcho é conter gastos e enxugar a folha salarial. Somente com a saída da dupla de ataque o tricolor deve economizar cerca de R$ 1,2 milhões em salário por mês. Além disso, o dinheiro das transferências será utilizado diretamente para saldar dívidas.

A princípio, devido a situação financeira delicada, o torcedor gremista não deve esperar nenhuma grande contratação para o setor ofensivo, muito provavelmente a diretoria irá procurar por atacantes que estejam sem contrato e disponíveis no mercado para uma transferência sem custos. O atacante Kléber, outro que recebe um salário bem recheado, poderia ser uma opção, mas o treinador Felipão teve problemas de relacionamento com o atleta quando ambos defendiam as cores do Palmeiras.

Publicidade

Caso não contrate nenhum reforço pro ataque, a solução para os problemas gremistas estará em sua própria categoria de base. Hoje o atacante Luan, de 22 anos, é uma realidade e tem feito bons jogos, mas sua principal característica é atuar pelos lados do gramado. Outros dois jovens destaques despontam como boas opções, o atacante Lucas Coelho, 21 anos, e Yuri Mamute, 19 anos, mas é preciso ter calma para descobrir como ambos irão reagir com a pressão e a grande responsabilidade depositada sobre eles.

Pelo visto o técnico Luiz Felipe Scolari terá que ter muita paciência para buscar o ajuste ideal para o seu setor ofensivo, resta saber se o torcedor gremista saberá entender esse momento complicado e apoiará os garotos na arquibancada.