No duelo entre o talento de Fábio Fognini e a eficiência de David Ferrer, prevaleceu a solidez do espanhol e segundo cabeça de chave do torneio. Em 1h e 23min, o ex-número 3 do mundo bateu em sets diretos (6/2 6/3) a sensação do torneio, conquistou seu segundo título em 2015 (havia vencido em Doha) e de quebra faturou 500 pts no ranking da ATP.

Fognini, que no sábado eliminou a grande atração da semana no Jockey Club Brasileiro, Rafael Nadal, demonstrou sinais de cansaço e impaciência com os seus próprios erros. Por duas oportunidades o jogador atirou sua raquete contra o chão, sendo que uma delas atingiu e abriu um buraco na lona que continha o nome dos patrocinadores estendida ao fundo da quadra.

Publicidade
Publicidade

O árbitro de cadeira, Damian Steiner, advertiu o tenista.

Tamanha impaciência parece ter se transformado em resignação após a dura derrota no primeiro set, onde Ferrer além de valer-se dos incontáveis erros do oponente aprofundou muito os seus golpes da linha de base e tirou Fognini da zona de conforto na quadra. Cansado, o italiano parece ter aceitado a aproximação da derrota quando o placar apontava 6/2 5/1 ao sólido Ferrer.

Sacando para fechar o jogo e pôr a mão na taça, Ferrer cometeu erros bobos e deu sobrevida à Fognini na partida, que confirmou o serviço após a quebra e reduziu a diferença para 5/3. Na segunda oportunidade que teve para finalizar, o espanhol não desperdiçou e fechou o jogo, ajoelhando-se no saibro para comemorar muito a vitória em seu piso preferido.

Bem-humorado após o título, no discurso oficial do vencedor - que contou com a ilustre presença de Gustavo Kuerten -, Ferrer elogiou o adversário, reverenciou um ídolo e ainda fez uma promessa no mínimo curiosa para 2016.

Publicidade

'Primeiro quero parabenizar Fábio, sobretudo pelo grande jogo que fez ontem contra Rafa (Rafael Nadal). Porém, Fábio disse que venceu o rei do saibro, mas não, o verdadeiro rei do saibro está aqui ao meu lado, é Guga. Aliás, Guga, prometo que para o ano que vem aprenderei a sambar antes de jogar no Rio!', divertiu-se o campeão.

Vale lembrar que tanto David Ferrer quanto Rafael Nadal estrearam no carnaval carioca ao lado de Guga, desfilando pela Viradouro. No sambódromo o resultado não foi o ideal, já que a escola caiu de divisão. Já na quadra a história foi outra.

Confira a caminhada de Ferrer até o título deste domingo: 

Oitavas: David Ferrer (Esp) 2x0 Daniel Gimeno-Traver (Esp) - 6/4 6/3

Quartas: David Ferrer (Esp) 2x0 Thiemo de Bakker (Hol) - 7/6 (8) 2/0 ret.

Semi: David Ferrer (Esp) 2x0 Andreas Haider-Maurer (Aut) - 7/5 6/1

Final: David Ferrer (Esp) 2x0 Fábio Fognini (Ita) - 6/2 6/3  #Rio2016