No Pacaembu, com três gols de Pato, São Paulo vence Capivariano por 4X2 e se mantém líder na segunda rodada do Paulistão. Para diversos críticos, este foi um treino de luxo ao tricolor, Na prática, era para o clube do Morumbi golear o jogo por 6X0 ou mais.

A dupla Alexandre Pato e Ganso tomou conta do jogo. O atacante Pato marcou três gols, com direito à comemoração à sua namorada maravilhosa, a loiraça modelo Fiorella Mattheis.

Ganso chegou a marcar, mas a arbitragem anulou seu gol, uma pintura após o meio-campo do São Paulo encobrir o fraco goleiro do Capivariano. De forma provável, bandeiras e árbitro ficaram com dó e cancelaram outro gol, aquele que seria o quarto score do Pato.

Publicidade
Publicidade

Alan Kardec, goleador tricolor, marcou aos oito minutos do segundo tempo.

Susto no Caminho

Com 3X0 no placar, os jogadores do São Paulo começaram a tocar a bola de lado, parecia que não queriam avançar ao ataque, talvez para poupar o físico, afinal, começo de Campeonato Paulista sempre traz preocupações físicas por ser início de temporada.

Aos 21 minutos do segundo tempo, Willian Favoni diminuiu o placar ao Capivariano com um belo gol: Momento no qual o estádio do Pacaembu ficou assustado, será que o tricolor iria perder a chance de fazer três pontos em casa?

Mas, após um minuto, Alexandro Pato, o rei da vitória do São Paulo por 4X2 no Pacaembu, marcou o quarto gol tricolor. Everton Dias até fez o segundo gol do Capivariano na sequência de dois minutos, mas nada adiantou e o time do interior perdeu na capital.

Publicidade

Caso Maicon

Maicon também foi um capítulo à parte na vitória são-paulina. Quando o jogador recebia a bola, parte de torcida o vaiava, inclusive quando o São Paulo estava com sossego na frente do placar. Apenas ao final da partida ele foi aplaudido!

"Tudo é o Maicon, o presidente está ai, fala com ele", disse o meio-campo de 30 anos de idade, que está há três anos no São Paulo. Maicon forneceu assistência para um gol, cabeceou uma bola na trave e foi destaque entre os melhores jogadores em campo, conforme parte da imprensa esportiva.

Maicon ainda disse que fez um jogo no qual apenas o Messi ou o Cristiano Ronaldo poderiam fazer melhor, e, por isso, as vaias foram injustificadas.