Atlético Mineiro e Cruzeiro se enfrentaram neste domingo, 8, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro. O clássico foi realizado no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, e terminou empatado em 1x1. A partida foi equilibrada, com muita precaução por parte de ambos os times.

O Galo não contou com os jogadores: Lucas Pratto, Datolo, e Marcos Rocha, que se recuperam de lesões sofridas nos últimos jogos. O técnico Levir Culpi escalou para o jogo: Patric, Dodô e Cesinha, mas os jogadores não apresentaram bom rendimento e a qualidade técnica que se esperava deles.

O Cruzeiro contou com os jogadores: Arrascaeta e William, mas estes não corresponderam em termos de desempenho. O técnico Marcelo Oliveira optou por substituições.

Uma bomba explode em campo e atinge jornalista

O jogo corria normalmente até os 45 minutos do 2º tempo, quando um torcedor cruzeirense atirou uma bomba em campo, atingindo o jornalista Cristian Mascare da Rádio Sucesso de Divinópolis. Ele foi atendido pela FMF e levado para o posto médico no estádio. O jornalista não teve ferimentos graves.

Esse ocorrido deixou a desejar, mas o torcedor foi localizado na arquibancada e levado para a delegacia no Mineirão. Órgãos competentes se encarregarão do caso.

O Clube Atlético Mineiro marcou o gol no 2º tempo. O goleiro Fábio tirou a bola que voltou para a área e o jogador Rafael Carioca mandou para a rede, 1x0, para a alegria dos alvinegros. Foi muita comemoração e empolgação da torcida. O Cruzeiro empatou com o gol de Leandro Damião, que chutou de dentro da pequena área, sem chances para o goleiro Victor.

Com o empate, o Cruzeiro permanece em 1º lugar no campeonato, agora com 14 pontos. O Galo vem logo em 2º, bem próximo do time celeste, mas continua invicto no campeonato e não perde para o rival há nove partidas.  #Futebol

A disputa entre os times mineiros pelo campeonato estadual está bem equiparada se analisarmos os números. A superação se dará no final pela qualidade técnica e bom desempenho em campo. E que venham os próximos jogos, mas que haja paz. O torcedor que cometeu a infração contra o jornalista tem que ser punido para que outros atos de violência não voltem a acontecer nos estádios.