A expectativa é grande em Luanda, capital de Angola, com o anúncio feito pelo presidente do  Kabuscorp, clube de #Futebol local, informando que está concretizada a ‘contratação do século na África’.

Ainda com contrato vigente no clube mexicano Querétaro, Ronaldinho poderá ir para os chamados Palancas Negras tão logo encerre seu contrato em junho. O presidente do Kabuscorp é o general Bento Kangamba, sabidamente um dos homens mais influentes do país africano.

Segundo Bento, o contato já havia sido feito e tudo estaria definido com o empresário de Ronaldinho, seu irmão Assis. Caso a contratação aconteça, Ronaldinho não será o primeiro jogador brasileiro pentacampeão do mundo a jogar no Kabuscorp.

Publicidade
Publicidade

Rivaldo já atuou nesta equipe ainda no início desta década. Este fato talvez possa ser decisivo para que 'R10' e seu irmão aceitem a proposta feita e a informação se concretize.

O presidente Bento teria viajado ao Brasil para manter contatos diretos com Roberto Assis. Nesta ocasião, todos os detalhes teriam sido acertados e acordados.

O general e presidente do clube angolano foi taxativo ao afirmar que Ronaldinho vai para o clube. Bento disse ainda que estão sendo entabuladas negociações - isso porque Ronaldinho primeiramente terá de esperar encerrar o contrato no México após joga em Angola.

Conheça mais sobre Ronaldinho Gaúcho

Ronaldo de Assis Moreira tornou-se famoso com o apelido de Ronaldinho Gaúcho ou apenas Ronaldinho. Nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, em 1980. Atualmente, está atuando pela equipe mexicana do Querétaro, onde não vem alcançando o sucesso obtido em clube anteriores.

O visual de Ronaldinho é sua marca registrada. Ele é dentuço e usa uma faixa na cabeça, com a qual prende seus cabelos longos. Dotado de muita técnica, com muitos acertos em seus passes, ele é um exímio batedor de faltas. Muitos o consideram como o jogador que possui mais qualidades entre os de sua geração.

Em sua carreira, recebeu a indicação de melhor jogador do mundo feita pela FIFA, nos anos de 2004 e 2005. Nestes 2 anos ele atingiu o grande auge de sua carreira esportiva.

Em 2013, o jornal diário El País, do Uruguai, concedeu-lhe o prêmio de Rei da América. Esta é uma escolha feita todos os anos pelo conceituado jornal uruguaio. Para chegar ao topo, nesta eleição, Ronaldinho deixou respectivamente em 2º e 3º lugares,  Neymar e Maxi Rodríguez.