Sexta, sábado e domingo foi disputada a oitava rodada do Paulistão 2015. Destaque para a vitória do #Corinthians, no clássico contra o São Paulo e as vitórias de Palmeiras e Santos.

Sexta foram disputadas duas partidas: em Campinas, o Red Bull recebeu o Audax e foi goleado por 6 a 1. Com este resultado, o Audax assume a terceira colocação do grupo 2 e o Red Bull segue na lanterna do grupo 1. O lanterna do grupo 3, o Marília, recebeu o XV de Piracicaba e empatou por 1 a 1 - o VX é terceiro colocado do grupo 4.

Sábado, o São Bernardo recebeu o São Bento no ABC e não saiu do 0 a 0. Pelo menos com o empate, o São Bernardo assumiu a quarta colocação do grupo 1 e o São Bento está em quarto no grupo 2.

Publicidade
Publicidade

Em Mogi-Mirim, a equipe da casa, que faz boa campanha, recebeu outra equipe com chances de classificação: a Ponte Preta, que empatou em 2 a 2. Ambas as equipes estão em segundo lugar em seus grupos (o Mogi no grupo 1 e a Ponte no grupo 2). 

Jogando com seus reservas, o Palmeiras recebeu o Bragantino, com gol de Rafael Marques, venceu o jogo e segue líder no grupo 3. O Bragantino segue lanterna no grupo 4.

Em Barueri, na grande São Paulo, a Portuguesa assumiu o segundo lugar no grupo 3, mesmo só empatando por 1 a 1 com a Penapolense. A Lusa se beneficiou da derrota do Botafogo-SP para o Santos.

O Capivariano foi até Lins e venceu a equipe da casa por 2 a 1, assim ele assume o segundo lugar no grupo 4. Já o Linense segue em quarto lugar no grupo 3.

Em Ribeirão Preto, o Santos goleou o Botafogo por 3 a 0.

Publicidade

Mesmo com a saída nada tranquila de Enderson Moreira, o Santos não deu chance para a boa equipe do Botafogo. Com o comando de Marcelo Fernandes, o Peixe abriu o placar com Werley. Ricardo Oliveira, em dia inspirado, fez os outros dois gols do Santos, que agora está atrás de Vagner Mancini ou Dorival Junior para um deles assumir o comando técnico da equipe.

No Morumbi, o clássico entre São Paulo e Corinthians teve público discreto de pouco mais de 18.000 pessoas, que viram um jogo movimentado. Aos 11 minutos de jogo, o sempre decisivo Danilo marca um golaço - o gol fez o São Paulo sair mais para o jogo  mas esbarrava no forte esquema defensivo da equipe de Tite, até que em jogada polêmica, o árbitro assinalou pênalti para o São Paulo. A bola bateu na mão de Gil, que por já ter cartão amarelo, foi expulso de campo. Rogério Ceni chamou a responsabilidade, mas Cássio defendeu. Mesmo com a derrota, o São Paulo segue líder no grupo 1 e o Corinthians no grupo 2.  #Futebol