O início dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro está previsto para o dia 5 de agosto de 2016. O evento deverá movimentar cerca de 10.500 atletas. Das modalidades em competição, o #Futebol será um dos destaques, tanto na versão masculina, quanto na feminina. A paixão dos brasileiros pela arte de fazer gols vai aquecer ainda mais o eterno verão carioca. Mas enquanto a bola não rola, o jogo fora de campo vem se mostrando muito truncado, com pouco entrosamento entre COI (Comitê Olímpico Internacional), CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e FIFA (Federação Internacional de Futebol).

O Comitê Rio 2016, encarregado da organização do evento, decidiu escolher seis cidades-sede para os torneios de futebol.

Publicidade
Publicidade

Parece estranho haver mais que uma cidade envolvida, além da do Rio de Janeiro, mas a verdade é que são esperadas 16 seleções masculinas e 12 femininas para a realização de um total de 56 jogos. Ou seja, seria praticamente impossível organizar tantos jogos em apenas dois recintos. Maracanã e Engenhão são os únicos estádios da cidade maravilhosa com capacidade para receber competições dessa magnitude. Assim, depois de muitas reuniões e algum jogo político também, as outras cidades escolhidas foram: São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Salvador e Manaus.

No entanto, Manaus está embolando todo o meio do campo da organização dos torneios de futebol dessa Olimpíada. Enquanto a escolha das outras cidades parece ter sido consensual, a da capital do estado do Amazonas se transformou num assunto de difícil solução.

Publicidade

A questão nem está relacionada com a Arena Amazônia, estádio moderno que ainda recentemente viveu as emoções de alguns jogos da Copa do Mundo. Seria até uma forma de rentabilizar essas belíssimas instalações com mais um evento popular. O problema tem sido a FIFA, que vem se mostrando totalmente contrária a essa opção, deixando os restantes envolvidos um pouco fora de jogo. Enquanto isso, o povo de Manaus aguarda com ansiedade por uma decisão.

Mas o que estará desagradando a entidade máxima do futebol mundial? A causa de tudo são os 4.271 quilômetros que separam Manaus do Rio de Janeiro. O último comunicado emitido por aquela Federação reafirmava a preferência por uma cidade mais próxima da sede. Realmente, se a capital amazonense for aprovada, será um recorde na história dos Jogos Olímpicos. Neste século, o registro máximo é de 1.228 quilômetros de distância entre Xangai e Pequim, sede da Olimpíada de 2008. Mas em 1984 houve jogos de futebol no Estádio de Harvard, a 4.185 quilômetros da sede, Los Angeles. Outras cidades brasileiras aguardam com interesse pela decisão da FIFA. Segunda-feira (16), Manaus e as restantes candidatas saberão o veredito. #Rio2016