Neste domingo (19) foram disputadas as partidas da fase semifinal do Campeonato Paulista 2015. Na arena Corinthians, o Corinthians recebeu o Palmeiras e, após um grande clássico disputado, o jogo terminou empatado em 2 a 2. Nos pênaltis a estrela do goleiro Fernando Prass brilhou e o Palmeiras se classificou para a final. Na outra semifinal, Santos e São Paulo duelaram na Vila Belmiro e o time da Vila levou a melhor, 2 a 1. Santos e Palmeiras voltam a se enfrentam em uma final de Campeonato Paulista após 56 anos.

A primeira partida da final será no próximo domingo (26), no Allianz Parque. O jogo da volta será no domingo seguinte, 3 de maio, provavelmente na Vila Belmiro.

Publicidade
Publicidade

O Palmeiras é o segundo maior campeão paulista, com 22 títulos, enquanto o Santos é o quarto maior vencedor, com 20.

Corinthians x Palmeiras

Mesmo com muitos desfalques, Corinthians e Palmeiras protagonizaram um grande clássico na Arena Corinthians. O Palmeiras iniciou o jogo melhor, sem dar espaço para o Corinthians sair tocando a bola da defesa para o meio, e aos 13 minutos, Victor Ramos abriu o placar para o verdão, de cabeça, após escanteio cobrado por Robinho. Após o gol, o Palmeiras recuou demais e o Corinthians passou a jogar da maneira que está acostumado, encurralando o adversário. Melhor na partida após o gol do verdão, o Corinthians conseguiu o empate com Danilo de cabeça e a virada com Mendoza, após belo chute de fora da área.

Para a segunda etapa, Oswaldo de Oliveira fez alterações que surtiram efeito e o Palmeiras conseguiu dominar completamente o jogo até o final.

Publicidade

Pressionando o Corinthians, o Palmeiras conseguiu o gol de empate aos 29 minutos, após o ótimo cruzamento de Dudu encontrar Rafael Marques que, de cabeça, empatou para o verdão e saiu para comemorar com a minoria de palmeirenses na arena. Com o empate de 2 a 2 no tempo normal, a partida foi para os pênaltis. Robinho foi o primeiro a cobrar pelo verdão e chutou por cima do gol. Depois do pênalti perdido por Robinho, todos os jogadores acertaram suas cobranças, até chegar a vez de Elias. Com a chance de acabar com o jogo, o corintiano chutou e Fernando Prass defendeu. Nas cobranças alternadas, Prass defendeu a cobrança de Petros e garantiu o verdão na final. Festa dos jogadores com a torcida palmeirense.

Santos x São Paulo

Com muita velocidade, o Santos iniciou o jogo indo para cima do São Paulo e criando boas chances, principalmente com Robinho. Após o São Paulo perder duas boas oportunidades de abrir o placar, o Santos castigou com a velocidade que sempre demonstra. Geuvânio pegou a bola no campo de defesa, avançou até área adversária, acertou um belo chute e abriu o placar para o Santos.

Publicidade

Geuvânio, ainda no primeiro tempo, se sentiu mal e vomitou no gramado. O atacante permaneceu em campo para o segundo tempo.

Na segunda etapa, o São Paulo voltou com Luis Fabiano para tentar o empate mas quem conseguiu mais um gol foi o time do Santos. Após jogada rápida, Chiquinho invadiu a área do São Paulo, levantou a cabeça e viu Ricardo Oliveira livre. O lateral tocou para o atacante que não perdoou e marcou o seu décimo gol na competição. No final da partida, Luis Fabiano, em posição ilegal, descontou para o São Paulo, 2 a 1. O São Paulo até tentou pressionar após o gol mas não tinha mais tempo. Fim de jogo com 2 a 1 no placar para o Santos. Assim como em 2010, 2011 e 2012, o Santos elimina o time do Morumbi no Paulistão. #Futebol