A Copa do Brasil segue a todo vapor. Nessa terça-feira (14) começou mais uma rodada, com #Jogos bem disputados e envolvidos no clima de decisão, pois todos os clubes tem noção de que a competição é o 'caminho' mais curto para a Libertadores. Segue abaixo todos os duelos de ontem.

No Barradão, em Salvador, o Vitória empatou com a Anapolina por 1x1. O gol do rubro-negro baiano foi de Rogério. Pedro Oldoni fez o gol do time goiano. Com esse resultado, o Vitória se classificou para a próxima fase. Já a Anapolina deu adeus ao campeonato.

O nível técnico da partida foi bem abaixo do desejável, onde ambos praticaram um #Futebol feio e pobre de qualidade.

Publicidade
Publicidade

O reflexo do que foi o jogo pode ser evidenciado nas vaias que os torcedores rubro-negros direcionaram para seu time. As duas equipes demonstraram pouca inspiração, principalmente nas investidas ofensivas. Agora o Vitória irá enfrentar o ASA de Arapiraca na segunda fase do torneio.

Em Florianópolis, no Ressacada, o Avaí venceu o Operário-MT por 3x1. Foram dois gols de André Lima e um de Anderson Lopes para o 'Leão da Ilha'. Geílson marcou o gol do time mato-grossense. Com esse placar, o Avaí está classificado para a próxima fase. Já o Operário está eliminado da competição.

O time catarinense começou o jogo de forma arrasadora, antes dos 11 minutos do primeiro tempo já vencia por 2x0. O time de Várzea Grande chegou a correr atrás do empate, que naquele momento o classificaria, e marcou seu gol ainda na etapa inicial, mas no começo do segundo tempo o Avaí marcou o terceiro e praticamente sacramentou sua vitória.

Publicidade

O Operário 'lutou' bastante, mas não conseguiu penetrar na defesa adversária. O 'Leão' controlou o jogo como queria, alcançando seu objetivo.

Essas foram as primeiras partidas da rodada, que será complementada nesta quarta (15) e na quinta-feira (16). A expectativa será pela melhora no nível técnico das partidas, pois por ser um campeonato de nível nacional, subentende-se que sejam as principais equipes de cada região do país e que devam ter plantéis qualificados para disputar todos os campeonatos disponíveis, em alto nível técnico e tático, sem faltar o principal de uma equipe de futebol, a garra.