Hoje foi dia de final masculina da Superliga de Voleibol e o ganhador foi um velho conhecido. O Sada Cruzeiro venceu o Sesi-SP por 3x1 (21/25, 25/19, 27/25 e 25/19 ).



A Superlga Masculina até a final

A equipe mineira fez uma primeira fase espetacular, terminando em 1º lugar com 19 vitórias em 22 jogos, já a do Sesi-SP terminou em terceiro com 17 vitórias.

Sesi teve muitos altos e baixos no decorrer do campeonato, mas ganhou confiança com as últimas vitórias, principalmente em cima do Taubaté/Funvic na semifinal, que era um dos grandes nomes para estar na final também.

Como acabou com a melhor campanha, a final foi decidida na cidade do Cruzeiro, e o ginásio do Mineirinho contou com cerca de 14 mil torcedores, mas o que mais se ouvia era a grande torcida do Cruzeiro que está sempre presente em seus jogos, com seus gritos de torcida bem semelhantes aos do futebol.

Publicidade
Publicidade





Sesi-SP começou na frente, mas Sada Cruzeiro dominou a partida

O primeiro set iniciou equilibrado, e depois o Sesi manteve uma posição quase perfeita, se aproveitando dos erros de contra-ataque do Sada, além da eficiência no bloqueio com Riad e os ataques do Théo, consistência no passe com o líbero Serginho e o Murilo. Acabaram fechando fácil o set com a parcial de 21/25.

No segundo set, tivemos a mudança do Cruzeiro com a entrada do Canadense Winters no lugar do Felipe, e também uma mudança de postura dos jogadores que permitiu que eles se afastassem bem do placar e fechando assim com 25/19.

Chegando ao terceiro set, o Sesi já demonstrava sinal de abatimento, mas conseguiu ficar na frente e até mesmo chegou a um set point em 24 a 21. Porém, o time paulista não contava com uma virada sensacional dos mineiros com saques incríveis do cubano Leal e erros de ataque do Sesi.

Publicidade

O Sada Cruzeiro fechou o terceiro set com placar de 27/25.

Era tudo ou nada para o Sesi-SP, tinha que forçar o tie-break, porém as táticas do jogo não funcionaram tão bem no quarto set. Erraram muito saque, ataques, contra-ataques, o bloqueio praticamente sumiu e acabaram vendo o Sada-Cruzeiro deslanchar no placar. E isso se intensificou mais com os saques do Éder que destruíram a recepção do Sesi. E os demais fundamentos funcionaram muito bem, foi um show particularmente do Wallace na saída e Leal também na ponta e fecharam com um 25/19. Mais uma vez foram campeões da Superliga de #Vôlei Masculina.

O Cruzeiro foi campeão das temporadas 2011/12, 2013/14 e 2014/15.



As premiações individuais da Superliga Masculina

Ao final do campeonato, a confederação brasileira de vôlei faz a premiação dos jogadores que se destacaram, confira:

Lipe: Craque da Galera e Melhor Saque

Wallace: Melhor ataque

Riad: Melhor bloqueio

Bruno Canuto: Melhor recepção

Serginho (Cruzeiro): Melhor defesa

William: Melhor levantador

Escobar: Maior Pontuador

Lipe: Melhor saque

Leal: Melhor jogador da final

E mais uma temporada de Superliga Masculina chega ao fim, vamos aguardar agora a final da Superliga feminina que vai acontecer no dia 26/04 no Rio de Janeiro.

Publicidade