Após ter perdido mais uma partida, dessa vez no Campeonato Paulista para o Botafogo de Ribeirão Preto, Muricy soltou nota oficial nessa segunda (06) afirmando que não é mais técnico do São Paulo F.C. A decisão foi tomada em reunião com a cúpula diretiva do São Paulo, e que o maior dos motivos não era a irregularidade da equipe nos dois campeonatos em que disputa, mas sim, a necessidade do técnico em fazer uma cirurgia que duraria muito tempo para se recuperar. Alguns críticos esportivos especulam que tal cirurgia deva ser cardíaca.

Em nota, o agora ex-técnico do São Paulo agradeceu e prometeu voltar: "Estou com problemas de saúde, devo fazer uma cirurgia na próxima semana e preciso desse tempo que o São Paulo não tem no momento.

Publicidade
Publicidade

Quero agradecer ao presidente, aos jogadores, os funcionários do clube, os meus companheiros de comissão técnica e, principalmente, aos torcedores que entendem esse meu momento. Preciso nesse momento dos devidos cuidados com a minha saúde. Não é um adeus, é um até breve pela relação que tenho com o São Paulo #Futebol Clube. Desejo muita sorte a todos."

Segundo Ataíde Gil Guerreiro, vice-presidente de futebol do São Paulo, a diretoria não cogitava a saída do treinador; "futebol é um jogo de vitórias e derrotas, Muricy vinha fazendo um bom trabalho e nós não concordamos em tirar um treinador do time em pleno campeonato, e principalmente, em um momento em que o time irá enfrentar ao menos 6 jogos decisivos. Porém, nós víamos que ele em campo estava apático e um tanto desmotivado e pensando em atender à família que pede para que ele faça a cirurgia, pensando também em atender aos interesses do clube.

Publicidade

Dessa forma prezamos pela saúde dele." Disse o vice-presidente em entrevista.

Ataíde também afirmou que já tinha em mente um técnico europeu de ponta para ocupar o espaço deixado por Muricy, mas que tal projeto não é mais possível, pois essa pessoa não aceitou vir treinar a equipe. No entanto, garantiu aos repórteres presentes na entrevista que o técnico que vai assumir o São Paulo será um profissional de ponta, que cause o mesmo impacto que causou quando Muricy foi anunciado para treinar o tricolor.