Quarta-feira, 8 de abril.  Um dia importante para a história recente da Associação Portuguesa de Desportos. A Lusa precisa vencer o São Paulo e depende de outros resultados para se manter na elite do #Futebol Paulista.

Segunda (6), um dia após a derrota em Bragança Paulista para o Red Bull por 2x0, a diretoria da Portuguesa demitiu o técnico Aílton Silva. Em 14 jogos nesta edição do Campeonato Paulista, a Portuguesa venceu apenas dois, empatou sete vezes e perdeu em cinco oportunidades.

Alem de vencer o São Paulo no Morumbi a Lusa precisa torcer para que Capivariano e Linense não consigam vencer seus jogos (Capivariano enfrenta a classificada Ponte Preta e o Linense o Red Bull).

Publicidade
Publicidade

A equipe da Portuguesa já é muito limitada e ficou sem poder atuar no Canindé praticamente todo o Campeonato. O Estádio está sendo liberado pelo Ministério Público e prefeitura de São Paulo, mas a Portuguesa só poderá utiliza-lo na segunda fase da Copa do Brasil.

A Portuguesa ao que parece vai demorar (se um dia conseguir ) para se recuperar do "caso Héverton", quando a equipe da Lusa, no campom ganhou o direito de seguir na elite do futebol brasileiro em 2014, mas a escalação irregular de Héverton na partida diante do Grêmio no Brasileirão de 2013 a fez perder os pontos, beneficiando o Fluminense que seria o rebaixado. O Promotor de justiça Roberto Senise Barbosa na época tentou usar o estatuto do torcedor para manter o resultado em campo junto a CBF, com o insucesso instaurou um inquérito para averiguar o que de fato houve pois a Portuguesa alegou não ter conhecimento da suspensão de Héverton .

Publicidade

Ele afirmou na época que a vaga na série A foi vendida e cinco pessoas ligadas a Portuguesa estavam envolvidas.

Com muito custo, a Portuguesa ano passado conseguiu se manter na série A do Paulistão, mas a Série B do Brasileiro foi um total desastre e a Lusa conseguiu ser rebaixada com cinco rodadas de antecipação.

Com dividas de todas as espécies, mais um rebaixamento pode ser fatal para a Lusa. Seus jogos não levam público, seus jogadores em sua maioria estão nas mãos de empresários, então, no caso de uma venda, pouco dos valores de uma transação iriam para os cofres da Lusa.

Hoje, para a Portuguesa que já foi campeã paulista por três vezes e duas do Rio-São Paulo é fazer aquilo que há muito tempo não faz- mostrar bom futebol e vencer o São Paulo. #Opinião