O Santos #Futebol Clube foi criado no dia 14 de abril de 1912 e completa nessa terça feira (14) 103 anos de muita história e conquistas. O clube é caracterizado por formar grandes times com jovens revelações, são os famosos "Meninos da Vila".

Primeiros Craques

Desde do começo da sua história o Santos já era caracterizado por seus jovens craques, os primeiros ídolos alvinegros foram Adolpho Millon e Arnaldo Silveira, que participaram da campanha do campeonato paulista de 1917, no qual, o Santos foi terceiro colocado.

Ataque dos 100 gols

A segunda geração dos 'meninos da vila' ficou marcada pelo alto números de gols, muito antes do Palmeiras de Luxemburgo, o Santos já havia feito 100 gols no campeonato paulista de 1927.

Publicidade
Publicidade

O celebre ataque era formado por Araken Patusca, Omar, Camarão, Siriri e Feitiço.

Melhor time da história

A terceira geração foi a mais vitoriosa e tinha entre seus craques ninguém menos que o "Rei Pelé", mas se engana quem pensa que esse time só era forte pela presença dele. O mais célebre e uns dos melhores times da história tinha na sua formação muitos meninos da base como: Mauro, Dalmo, Lima, Zito, Mengálvio e Coutinho, esse o mais novo da equipe, que estreou no futebol profissional com apenas 15 anos.

Fim da fila

A quarta geração dos meninos foi marcada pela conquista do título paulista de 1978 e um vice campeonato brasileiro em 1983. Foi a geração do técnico Formiga, que tinha alguns nomes até hoje muito lembrados pelos santistas. Como: Ailton Lira, Pita, Nilton Batata, Clodoaldo que já era um veterano na época, mas foi criado na base da Vila, e o infernal atacante Juary, que depois acabaria jogando no São Paulo.

Publicidade

Pedala Robinho

A quinta geração já é bem recente, surgiu no ano de 2002. É a equipe da dupla Diego e Robinho, que foi campeã brasileira em 2002 e vice-campeã da Libertadores em 2003. Essa geração tem algumas imagens marcantes, como a pedalada do Robinho em cima do Rogério na final do campeonato brasileiro, o gol de bicicleta do atacante Alberto contra o Corinthians e a pisada do Diego em cima do símbolo do São Paulo na comemoração de um gol no brasileiro de 2003.

Finalmente a América

Depois de Diego e Robinho vieram Neymar e Paulo Henrique Ganso, a dupla explodiu em 2010 com o título do campeonato paulista contra o Santo André e a Copa do Brasil contra o Vitória. Em 2011, veio a consagração, com a conquista da Libertadores, após 48 anos, com grande participação de Neymar e do goleiro Rafael.

Atualmente as esperanças santistas repousam em cima do atacante Gabriel, mais um menino surgido na base da Vila. Que os Deuses do futebol continuem iluminando os gramados santistas, para que mais e mais gerações possam dar alegrias para a torcida alvinegra. #Opinião