O nome do treinador argentino Alejandro Sabella, vice-campeão mundial com os hermanos em 2014, virou consenso no Morumbi. Dois dias depois do desligamento de Muricy Ramalho do clube por motivos de saúde, a diretoria age rápido nos bastidores para garantir um nome de peso à frente da equipe na reta final do Campeonato Paulista e Copa Libertadores. Segundo o sempre bem informado comentarista da Fox Sports, Paulo Vinícius Coelho, o PVC, Sabella e São Paulo já teriam inclusive acertado as bases salariais do novo contrato. Por outro lado, o treinador teria pedido dez dias para a resposta final, pois também negocia uma possível ida ao milionário Manchester City da Inglaterra.

Publicidade
Publicidade

Sabella está entre os nomes cotados para substituir o chileno Manuel Pellegrini, que dificilmente permanece no City após o término da Barclays Premiere League. Curiosamente, essa não seria a primeira passagem oficial de Sabella no Brasil. Em 2005, nos tempos de MSI, Kia Joorabchian e dinheiro farto nas bandas do Parque São Jorge, ele foi auxiliar técnico na curta passagem de Daniel Passarela como técnico do Corinthians.

Na Argentina vice-campeã mundial em 2014, Sabella chamava a atenção por montar um time muito sólido defensivamente, que tomou pouquíssimos gols, mas que dependia muito de lampejos de genialidade de Messi e Dí Maria para vencer as partidas. O treinador também protagonizou uma polêmica ao não convocar o atacante Carlitos Tevez, que vivia ótima fase na Juventus da Itália.

Publicidade

Ao ser questionado por nunca estar nas listas de Sabella, Tevez ironizou: "Acho que ele não tem sky e não vê os jogos".

Ainda de acordo com PVC, caso a negociação com o treinador argentino não dê certo, Abel Braga, ex-treinador do Internacional, passa a ser a principal opção. Em viagem pela Europa, Abelão já tem consciência do interesse tricolor. Outro nome ventilado nos bastidores, Vanderlei Luxemburgo tem remotas chances de parar no Morumbi. Com contrato em vigência com o Flamengo, Luxa encontra resistência na alta cúpula do #Futebol do time paulista formada pelo presidente Carlos Miguel Aidar e o vice de futebol Ataíde Gil Guerreiro.