O #Botafogo deu um passo importante para conquistar o inédito título da Copa do Brasil Sub-17 ao vencer o jogo de ida por 3 a 1, contra o Vitória, na casa do adversário, na noite desta terça-feira (12). No entanto, apesar do triunfo, o time terá que lutar contra o retrospecto recente de não vencer em casa. Até agora, foram três empates, respectivamente contra Atlético Paranaense, Grêmio e Fluminense.

Para compensar, a equipe alvinegra é a melhor visitante, com aproveitamento perfeito. Diante de 1.199 torcedores, Luiz Henrique (artilheiro da competição) abriu o placar e aumentou seu recorde de gols, chegando a 13 nesta edição.

Publicidade
Publicidade

Wenderson e Gabriel fizeram os outros gols do Botafogo, enquanto Yan descontou para o Vitória. Com o resultado, o time de General Severiano pode perder por até 2 a 0 ou 1 gol de diferença, que mesmo assim será campeão.

Apesar da difícil tarefa rubro-negra, o treinador do Leão não desanimou. Em entrevista após o jogo, João Burse lembrou que o Vitória marcou três gols em todas as partidas feitas fora de casa até agora (contra Sampaio Corrêa, Flamengo, Palmeiras e São Paulo).

O jogo

Melhor no início da partida, o Botafogo abriu o placar aos 15 minutos do primeiro tempo, com Luis Henrique, após passe na entrada da área. O Vitória chegou ao empate 7 minutos depois em pênalti convertido por Yan. No segundo tempo, após saída errada do goleiro rubro-negro, Wenderson pôs o Botafogo de novo na frente, chutando para o gol vazio.

Publicidade

Para deixar a vitória mais dramática, Amilcar foi expulso pelo segundo amarelo e viu seu time ser acuado na defesa pelos baianos.

Porém, quase no fim do jogo Gabriel, em jogada individual que começou no meio de campo, passou por dois marcadores antes de tocar por baixo do goleiro e dar números finais à partida. Os dois times voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (19) para definir o campeão da competição.

Ficha Técnica:

Escalações: Botafogo: Diego; Lucas Cesar, Luca, Zyan e Fernando; Marlon, Ion, Mateus Jorge e Wenderson; Luis Henrique e Amilcar.

Vitória: Jonh; Cedrick, Rangerson, Gabriel e Padilha; Herbert, Luciano, Farinha e Yan; Potó e Eron. #Futebol #Resenha Esportiva