Neste domingo (3), no Stamford Bridge, pela 35ª rodada do Campeonato Inglês, o Chelsea venceu o Crystal Palace por 1x0, com gol de Hazard. Com essa vitória, os Blues conquistaram o título da competição, com três rodadas de antecedência, pois chegou aos 83 pontos, deixando o vice-líder Manchester City com 70 pontos. O Arsenal tem dois jogos a menos, mas só tem 67 pontos, e por isso não teria mais como ser campeão.

Mas apesar do título de Campeão Inglês, o Chelsea se especializou nas vitórias pela contagem mínima, mesmo com a disparidade na campanha diante de todos os participantes da competição. Os Blues jogaram um #Futebol eficiente, mas sem muito brilho, o suficiente para levantar o troféu.

Publicidade
Publicidade

Mas mesmo sem ter feito partidas brilhantes e com muitos gols, não tem como desmerecer uma equipe que contém jogadores renomados e de reconhecida qualidade técnica. Atletas que são capazes de decidir qualquer partida a qualquer momento, com uma jogada genial, uma assistência ou um gol.

Entre esses jogadores podemos citar Fábregas, Ramires, Obi Mikel, Oscar, Hazard, Willian, Cuadrado, Drogba, Rémy e Diego Costa. Nomes como esses são muito respeitados no mundo todo, principalmente na Europa, pois além de serem excelentes atletas, são considerados como referências em seus países de origem.

A conquista do título representa toda a supremacia que o Chelsea teve na Inglaterra, pois desde agosto o clube lidera o campeonato, não perde desde o dia 1º de janeiro, quando foi derrotado pelo Tottenham, sendo que desde essa data venceu 11 partidas e empatou quatro vezes.

Publicidade

Os números são tão expressivos, que nem mesmo o Arsenal, com dois jogos a menos, alcançará a sua pontuação, podendo chegar somente a 82 pontos.

Com essa campanha, o Chelsea conquistou o seu quinto título do Campeonato Inglês, após cinco anos de espera, pois nesse meio tempo só havia conquistado a Copa da Inglaterra (2011/2012) e a Copa da Liga Inglesa (2014/2015). E só resta afirmar uma coisa: Chelsea Campeão Inglês da temporada 2014-15 com todos os méritos e com supremacia absoluta. #Resenha Esportiva