O Corinthians não está mais interessado em obter patrocínios pontuais, pois segundo seu Diretor de Marketing, Marcelo Passos, esse tipo de investimento desvaloriza a marca e diminui o interesse de grandes empresas em querer manter uma relação mais duradoura com a marca Corinthians.

Atualmente o clube conta com um patrocinador master, a Caixa Econômica Federal, que estampa seu logotipo na frente e no verso da camisa corintiana. A intenção agora do marketing é buscar novos parceiros para comercializar outras partes do manto alvinegro, principalmente as mangas, a omoplata e o calção.

"Todo dia somos consultados para patrocínios pontuais", disse Marcelo, sobre o assédio de várias empresas em patrocinar o "timão" de maneira esporádica.

Publicidade
Publicidade

"A gente tem de valorizar a marca, estudamos a experiência que podemos gerar e nem sempre aceitamos um patrocínio pontual", disse o diretor. "O que fazemos é analisar propostas de empresas que possam fidelizar", completou.

O Diretor de Marketing do Corinthians ainda destacou o seguinte: "vamos tentar não desgastar a marca, pois se fizermos muitos pontuais, aquele patrocinador grande começa a não querer mais participar". Essa afirmação dele demonstra quais são as intenções do clube em relação a gestão de marca.

Devido à crise financeira que está passando, o alvinegro paulista está tentando criar novas alternativas para a geração de receitas, e a principal ferramenta para atrair investidores é a sua marca, que cresceu bastante, ganhando notório reconhecimento internacional, desde a contratação de Ronaldo no final de 2008 e que culminou com os títulos da Libertadores e do Mundial de clubes em 2012.

Publicidade

Hoje o Corinthians tem um das marcas mais respeitadas no mercado internacional, e sempre está em destaque nos principais meios de comunicação da Inglaterra e Estados Unidos. Visando utilizar e aproveitar esse reconhecimento é que o Diretor de Marketing Marcelo Passos não quer desvalorizar a marca do clube com patrocínios pontuais, pois uma marca valorizada atrai empresas que investem pesado, e sempre procuram uma relação comercial duradoura. #Negócios #Futebol #Resenha Esportiva