A informação que circulou na #Mídia esportiva na última segunda-feira (11), de que a Torcida Independente foi indiciada pelo Ministério Público a encerrar suas atividades, foi prontamente negada pela principal organizada do São Paulo em postagem feita na página oficial da mesma no Facebook e na página do clube, no portal de notícias Terra.

No mesmo post, a Independente faz críticas pesadas ao MP, acusando o mesmo de se omitir em outras questões públicas como a greve dos professores ou em melhorias na segurança e educação para praticar uma possível "perseguição" aos integrantes da organizada.

Essa não é a primeira vez que a possibilidade de novo fechamento da torcida é cogitado.

Publicidade
Publicidade

Isso porque os tricolores passaram por esse mesmo processo no ano de 1995, após a fatídica Batalha do Pacaembu, onde mais de 100 pessoas ficaram feridas no sangrento conflito com a Mancha Alviverde, que na época também foi fechada.

Somente muitos anos depois, mais precisamente em 2002, dois integrantes de uma diretoria reformulada fizeram contato com o MP e a Torcida Militar para, com o auxílio financeiro arrecadado, pudesse reabrir a organizada com o nome de Grêmio Esportivo Recreativo e Cultural Tricolor Independente.

No último grande processo enfrentado, a Independente ficou proibida de entrar nos estádios em função de uma bomba arremessada contra a torcida do Corinthians no clássico Majestoso que aconteceu em outubro de 2013 e que teria vindo de um dos integrantes da organizada.

Publicidade

De início, a nota faz questão de negar a veracidade do fato, indicando "que não há nenhuma decisão judicial impeditiva de seus direitos e segue suas atividades, garantida no estado democrático de direito."

Na sequência, a postagem faz o que ela mesmo chama de um "desabafo", pontuando questões sobre "a violência que assola o estado de São Paulo", "sistema de educação falido" e "caos no sistema viário" como obrigações primárias do MP antes de fazer a fiscalização das organizadas.

O comunicado chega a explicitar até mesmo uma teoria perseguição do Ministério Público perante a Independente: "Ah, o MP de São Paulo concentrado na Torcida Independente, pura perseguição!" #Comunicação #Futebol