Ao se dirigir revoltado para o túnel que dava acesso aos vestiários do estádio Monumental de Santiago, #Neymar recebia das mãos do árbitro Enrique Osses o seu sexto cartão vermelho como jogador profissional. De quebra, a suspensão de 4 jogos imposta pela Conmebol e a ausência na seleção durante todo o restante da #Copa América. A tentativa de cabeçada no zagueiro colombiano Murillo se somou a outros motivos de expulsão que vão desde entradas mais duras a uso proibido de máscara. Confira todas elas:

14/03/2010 – Santos 3x4 Palmeiras (Paulistão)

No segundo ano profissional de Neymar, em um Santos que encantava o Brasil com atuações envolventes e ofensivas, coube ao Palmeiras ir à Vila Belmiro e frear o ritmo dos Meninos da Vila.

Publicidade
Publicidade

Apesar de ter feito um dos gols do Peixe, o atual craque do Barcelona perdeu a cabeça já mais para o fim do jogo e deu uma entrada violenta por trás no palmeirense Pierre, volante que atualmente joga no Fluminense.

06/04/2011 – Santos 3x2 Colo-Colo (Libertadores)

Sob os olhos do novo treinador do Santos, Muricy Ramalho, que acompanhava a partida de um dos camarotes da Vila Belmiro, Neymar teve certamente a mais curiosa das expulsões de sua carreira. Após fazer um lindo gol com direito a lençol no zagueiro, o craque pegou um máscara do próprio rosto, febre entre os torcedores naquele jogo, e foi comemorar com ela. Ao retirar da cabeça, o árbitro do jogo já o esperava com um amarelo, que era o segundo. Vermelho.

13/10/2011 – Atlético-MG 2x1 Santos (Brasileirão)

Depois de receber uma falta já no segundo tempo de jogo, Neymar reclamou com o árbitro para que o adversário recebesse um cartão amarelo.

Publicidade

O efeito foi contrário. Por reclamar, quem ganhou o amarelo foi ele. Irritado, aumento o protesto contra o juiz e, ironicamente, o aplaudiu. Segundo amarelo e consequente expulsão.

30/09/2012 – Grêmio 1x1 Santos (Brasileirão)

Na mais polêmica das seis expulsões da carreira, Neymar disputou a bola de forma intensa com o ex-companheiro e então adversário Pará, no centro do gramado do antigo estádio Olímpico, do Grêmio. Ao ser derrubado, o jogador do Santos acabou pisando no rival. Perto do lance, o árbitro interpretou como lance proposital e expulsou o jogador.

17/02/2013 – Ponte Preta 3x1 Santos (Paulistão)

Com um visual todo loiro, Neymar perdeu a esportiva ao se estranhar com o lateral Artur, da Ponte. Em um cruzamento para área onde a bola já estava dominada pelo goleiro rival, Neymar desferiu um pontapé por entre as pernas do adversário e deu início ao tumulto. Ambos foram corretamente postos para fora.

17/06/2015 – Colômbia 1x0 Brasil (Copa América)

O último cartão vermelho de Neymar ocorreu com a camisa da seleção brasileira.

Publicidade

Com o jogo já finalizado, o craque chutou a bola em direção ao gol e ela atingiu o lateral Armero. Irritados com a atitude do atacante, os colombianos foram em direção a ele tirar satisfações. Transtornado, o brasileiro tentou dar uma cabeçada no zagueiro Murillo. Na confusão, Neymar e Bacca foram expulsos. #Futebol