A CBF, depois de criticada por ceder às exigências da TV Globo e marcar jogos para o horário das 22 horas, fazendo com que muitos torcedores chegassem às suas casa de madrugada, estando assim sujeitos à violência, a confederação ouviu um apelo de alguns torcedores - mas ainda sem ceder ao apelo popular de colocar jogos em horários menos sacrificados.

A boa resposta dada pelos clubes e pelos seus torcedores para que jogos fossem agendados para o horário das 11 horas, levou a CBF a mudar a sua orientação inicial que previa um jogo por semana neste horário, para dois jogos a serem desenvolvidos.

Os estudos levaram em consideração um parecer positivo das autoridades que fazem o atendimento dos estádios.

Publicidade
Publicidade

Já a partir de julho, as partidas irão ocorrer neste horário. Assim, o torcedor pode acordar um pouco mais cedo; ir à missa ou ao culto, se for praticante; dirigir-se ao estádio; sair de lá em torno das 13 horas; almoçar com a família e ainda aproveitar o horário da tarde para "secar" os adversários.

Antes de tomar esta decisão, os especialistas analisaram os jogos e efetuaram um comparativo com relação ao público presentes nos jogos que foram efetivados neste horário incomum. Para os sete jogos efetivados, até o momento, a média de público chegou próximo aos 22 mil pagantes.

O time do Palmeiras detém o recorde, pois seu jogo contra o Goiás foi assistido por quase 38 mil pagantes. O menor público pertence ao jogo Ponte Preta e Goiás, com aproximadamente 10 mil pessoas. Um mesmo time teve o melhor e o pior público e em ambas ocasiões jogando fora de casa.

Publicidade

Considerando que a média de público em todos os demais jogos do Campeonato Brasileiro, em jogos desenvolvidos em outros horários, chega perto dos 13 mil torcedores, não há muito o que discutir. Caso a iniciativa não dê certo, tudo pode voltar a ser como antes. Enquanto isto deve-se insistir junto à Globo, que nos dias de jogo, suspenda suas novelas, ou as coloque depois que eles forem efetivados, em um horário de menor sacrifício para os torcedores e telespectadores. #Entretenimento #Televisão #Futebol