A Copa América 2015, realizada no Chile, teve mais dois confrontos na sexta-feira (19). Os principais destaques foram a vitória do Equador frente ao México, e a goleada que o Chile impôs na seleção boliviana. Segue abaixo os principais detalhes dessas partidas.

Em Rancagua, o México perdeu para o Equador por 2x1. Raúl Jiménez fez o gol da seleção mexicana. Enner Valencia e Miller Bolaños marcaram os gols da seleção equatoriana.

Com essa derrota, o México terminou a fase classificatória na lanterna do grupo A, e acabou sendo eliminado da competição. Já o Equador ficou na terceira posição, no mesmo grupo, e agora aguarda a definição dos outros grupos para ver se irá se classificar.

Publicidade
Publicidade

O Equador encerrou um jejum que já incomodava o país, pois o seu selecionado não vencia uma partida de Copa América havia 14 anos, e após esse triunfo, a equipe ainda sonha com o título da competição, e está no aguardo de seu próximo adversário pelas quartas de final.

Em Santiago, no Nacional, o Chile venceu a Bolívia por 5x0, com dois gols de Aránguiz, um de Gary Medel, um de Alexis Sánchez e um de Ronald Raldés (contra). Com essa goleada, a seleção chilena garantiu a liderança do grupo A, e já está pensando no próximo adversário nas quartas de final. Já a equipe boliviana terminou na vice-liderança, no mesmo grupo, e também está classificada para a próxima fase.

Antes mesmo de a bola rolar, as duas seleções já estavam classificadas para as quartas de final da Copa América, pois no jogo do mesmo grupo, antes dessa partida, o Equador já havia vencido os mexicanos por 2x1.

Publicidade

Agora tanto o Chile quanto a Bolívia esperam a definição de seus próximos adversários.

A Copa América de 2015, no Chile, aos poucos vai engrenando, e se aproximando o final da fase classificatória, cada jogo ganha um ar de decisão, e devido a isso, o nível de competitividade vem aumentando nas disputas. Mas apesar do equilíbrio entre todas as equipes participantes, algum favorito à conquista vem se destacando, como são os casos do Chile e da Argentina. #Futebol #Jogos #Resenha Esportiva