Mais uma partida da Copa América aconteceu na quarta-feira (17), valendo pela segunda rodada do grupo C. O destaque da partida foi a boa atuação da equipe colombiana frente à seleção brasileira do técnico Dunga. Segue abaixo as principais informações a respeito desse confronto.

No Monumental, em Santiago, o Brasil perdeu para a Colômbia por 1x0, com gol de Jeison Murillo. Com essa derrota, a seleção canarinho caiu da liderança para a vice-liderança do grupo C. Já os colombianos subiram da lanterna para a terceira colocação na tabela de classificação.

O primeiro tempo não foi muito empolgante, e quando o jogo encaminhava para o intervalo com a igualdade sem gols, após um lance criado através da bola parada, que tem sido a tônica dos últimos duelos entre ambas as equipes, o zagueiro colombiano aproveitou o bate-rebate para abrir o marcador, fazendo 1x0 para a equipe de James Rodríguez.

Publicidade
Publicidade

Na segunda etapa a seleção de Dunga melhorou um pouco, mas não foi o suficiente para conseguir o triunfo, ou pelo menos o empate. A equipe canarinho demonstrou nervosismo e não soube vencer as barreiras criadas pelo adversário, e nem o atacante Neymar conseguiu criar alternativas ofensivas.

Após o final da partida, Neymar, que já havia se estranhado com alguns jogadores colombianos ao decorrer da partida, se envolveu em uma confusão generalizada, que culminou na expulsão do atacante brasileiro e do atleta da Colômbia, Bacca. Com isso ambos os jogadores estão fora da última rodada da fase classificatória, e o brasileiro ainda poderá ficar de fora do duelo válido pelas quartas de final da competição.

Agora a seleção brasileira terá pela frente a Venezuela, para sacramentar sua classificação para a próxima fase, e a Colômbia enfrentará o Peru, também em caráter decisivo.

Publicidade

Para a próxima fase avançarão os dois melhores dos grupos A, B e C, e os dois melhores terceiros colocados. Resta aguardar o desfecho das próximas rodadas para ver quais seleções se habilitarão para continuar almejando a conquista da Copa América 2015. #Futebol #Resenha Esportiva