Se você não mora em São Paulo pode sentir um pouquinho de inveja, mas no bom sentido. Hoje estará sendo inaugurada a nova ciclovia da Avenida Paulista. Se você é um sobrevivente que ainda respira na pauliceia desvairada, aproveite e mesmo sem colocar máscara, coloque sua bicicleta bem presa na traseira do carro e vá para a avenida.

Leve a esposa, a garotada e se puder a família toda, incluindo os agregados. Ela deverá estar cheia e não faltaram bons lugares para se alimentar. Ambulantes devem estar presentes. O evento irá das 10:00 horas da manhã até as 17:00 horas. Saia da frente da televisão, torça para não chover e para não acontecer nenhuma reversão atmosférica, que quando acontece, deixa São Paulo inválida, sem poder se mexer.

Publicidade
Publicidade

Às vezes o preço do progresso é muito elevado.

Se não puder ir hoje não faz mal. Agora ela está lá e ninguém tira. Mas pelo menos esteja atento e conheça como ela foi projetada. Ela tem 2,7 Km de extensão (é uma boa pedalada). Ela começa na velha praça Oswaldo Cruz (no Paraíso) e vai até a Consolação. É São Paulo se expandindo em duas rodas, para evitar toda a loucura que é provocada pelos veículos de quatro rodas, que circulam pela cidade.

Políticos com discursos não devem faltar, principalmente Haddad, o queridinho do antigo presidente, que assim atinge quase 335 Km de vias exclusivas para as bicicletas em toda a capital paulista. Se você quer chegar lá para assistir, pode pegar o metrô e vá até lá. O embarque com as bicicletas é permitido no último vagão. O número de quatro a cada vez pode ser superado com a compreensão da galera, o que às vezes acontece, desde que não aconteçam prejuízos para os outros passageiros.

Publicidade

Os que reclamam são os pedestres (1,5 milhão de pessoas) que circulam diariamente. Há o medo que falte espaço para eles nas estreitadas passarelas, com o que discordam os especialistas em tráfego urbano. Eles apenas cedem um pouco, concordando que em momento de elevado tráfego das bikes, poderá haver um certo desconforto.

Com esta atividade o governo pretende adotar uma novidade que deverá agradar ao paulistano de forma geral, o fechamento da Avenida Paulista para os automóveis aos domingos. Os especialistas esperam apenas os resultados da ciclovia para tomar a iniciativa. A avenida seria um espaço aberto.

Será um gáudio para os artistas que se apresentam ali aos domingos. Novos espaços para feiras poderiam ser criados e a Avenida Paulista poderia transformar-se em um cartão postal da cidade, mais um monumento turístico para aumentar as rendas municipais, meio combalidas em tempo de ajuste fiscal, que virou bode expiatório para muitas coisas com as quais ele nada tem a ver. Não pense mais vá até a avenida. Bom passeio. #Entretenimento