Pouco menos de um mês de deixar o Grêmio, o técnico Luiz Felipe Scolari já tem novo clube. O Guangzhou Evergrande, da China, anunciou nesta quinta-feira (4) em seu site oficial a contratação do técnico brasileiro. Felipão substituirá no comando técnico da equipe o italiano Fábio Cannavaro, ex-jogador e capitão da Azzurra no título mundial de 2006.

No novo time, Felipão terá a seu comando figuras conhecidas dos brasileiros. Ricardo Goulart, destaque no bicampeonato brasileiro do Cruzeiro, e Elkeson, ex-jogador de Vitória e Botafogo, fazem parte do elenco. Renê Júnior e Alan Carvalho também jogam pelo clube. O treinador assinou contrato de dois anos e meio e levou consigo os mesmos auxiliares que teve no Grêmio, Flávio Murtosa e Ivo Wortmann, além do preparador físico Darlan Schneider.

Publicidade
Publicidade

Durante o seu período recente no Grêmio, Felipão era constantemente procurado por equipes de fora do país, sobretudo do mercado asiático. Em uma entrevista coletiva após um dos jogos pelo campeonato gaúcho, admitiu que recebia praticamente uma proposta por mês e que, se dependesse da família, sempre trabalharia fora do Brasil. Assim que pediu demissão do clube gaúcho, o caminho ficou livre para a equipe chinesa.

No Grêmio, Felipão não repetiu a era vencedora da década de 90. Em pouco menos de dez meses, não conquistou nenhum título. Foram 51 jogos oficiais, com 26 vitórias, 12 empates e 13 derrotas, em um aproveitamento de 58,8%. Embora tenha sido importante na arrancada do Grêmio no brasileirão do ano passado, quando saiu de uma posição incômoda na tabela para brigar por uma vaga na Libertadores, Scolari teve inúmeras dificuldades em montar uma equipe convincente nesse início de 2015.

Publicidade

Dessa forma, acabou perdendo o campeonato estadual para o maior rival, Inter, e não iniciou bem o campeonato brasileiro, com empate em casa diante da Ponte Preta e derrota fora para o Coritiba. No dia 19 de maio, pediu demissão.

Esta não será a primeira experiência de Felipão longe do Brasil. Antes da passagem pela seleção de Portugal, o técnico já havia se aventurado pelo #Futebol do Kuwait e Japão. Em 2008, teve uma grande oportunidade na Europa, à frente do Chelsea, onde não foi bem. Um ano antes de retornar ao Palmeiras, em 2010, ele ainda esteve no Bunyodkor, do Uzbequistão. #Entretenimento