O jogador do Timão que está se preparando com a seleção brasileira para a Copa América, disse mais um a vez que quer ficar no #Corinthians, mas a diretoria não é obrigada a ficar com ele e o Corinthians é quem vai decidir se quer que ele fique.

Depois de ser um dos destaques no jogo contra o México, o jogador foi entrevistado na zona mista do estádio, ele respondeu que " é jogador do Corinthians e não tem que falar de outro clube", agradeceu a sondagem do #Flamengo e reiterou que quer ficar no Timão, mas se a diretoria quiser liberar ele para conversar - fica claro a vontade dele em ficar.

Esse discurso está se arrastando faz um tempo, o clube alvinegro está em dificuldades financeiras e quer liberar o máximo de jogadores que ganhe muito, mas não quer ser vilão perante a torcida, por isso a intenção de mostrar que o atleta quer sair.

Publicidade
Publicidade

Com o mesmo propósito o jogador fica com o discurso de permanecer para não ficar como vilão da história. Parece que vai sair sim, mas quem vai assumir sua saída é que é o mistério.

Com Guerrero foi o mesmo falatório e no fim ele saiu, mas a culpa foi dividida. Uma parte achou que ele deveria permanecer a qualquer custo e culpou a diretoria pela não renovação e outra parte acusou o jogador de "mercenário" e de estar pedindo muito para ficar, culpando o jogador pela saída. O que vai acontecer com Elias é parecido, o clube força ele a assumir que vai sair pela proposta, ou seja "por dinheiro" e Elias leva a conversa para o lado de que o clube não o quer.

A crise é fato incontestável

O que é fato é a crise financeira que o Timão está passando, e ainda devendo para alguns jogadores, a diretoria quer negociá-los para que a dívida não aumente, colocando todos em uma situação muito delicada.

Publicidade

Ídolos saem para jogar em clubes rivais e o time dentro de campo em formação em meio a competição são obstáculos a serem superados por todos os envolvidos. O que conta a nosso favor é a superação que o clube já mostrou em sua história e a sua torcida, que não deixa de apoiar mesmo em momentos complicados como este. #Futebol