A denúncia realizada pelo Fundo de Investimentos DIS, grupo criado pelo empresário Delcir Sonda, aponta para a época da transferência do jogador para o Barcelona, em 2013. O grupo era dono de 40% dos direitos sobre o jogador e, por se achar lesado financeiramente, fez um pedido de suposta avaliação de fraude e corrupção.

A DIS pede que seja avaliado se sofreu danos na transferência do jogador do Santos para o Clube Catalão. A acusação envolve também o pai do jogador e dirigentes dos dois clubes responsáveis pela transação, o Santos e o Barcelona, neste último envolvendo o atual presidente do clube, Josep Maria Bartomeu e o seu antecessor Sandro Rosell.

Publicidade
Publicidade

Na discussão está uma diferença de cerca de 11 milhões de euros, que o Fundo de Investimentos acredita ter sido lesado, já que recebeu apenas 6,8 milhões de euros (24 milhões de reais) de um total que seria de 17,1 milhões que o Barça pagou ao Santos. A transferência de #Neymar, uma das mais caras da história do #Futebol, teria sido superfaturada no valor de 158,3 milhões de euros.

Por enquanto, a #Justiça acatou o pedido e investiga mais este caso no milionário mundo do futebol. Se por acaso for comprovada a denúncia, como pena o time catalão e o atacante brasileiro podem ficar fora dos gramados espanhóis nas próximas temporadas, o que representaria um grande prejuízo na imagem do esporte e um desperdício no talento do jogador.

Processo de Fraude Fiscal e Administrativa contra dirigente do Barça e antecessor

O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu e seu antecessor, Sandro Rosell, já estão respondendo por um outro processo da Justiça Espanhola, recorrente a acusação de delito fiscal pela transferência do jogador em 2013.

Publicidade

O processo inicio-se depois que um torcedor, questionou na Justiça o valor que inicialmente tinha sido anunciado pelo clube catalão no valor de 51,7 milhões de euros e depois voltou atrás, aumentando o valor. Segundo a agência DW, a promotoria avaliou que a transferência do jogador estaria avaliada em 82,7 milhões de euros, divididos em vários contratos, e não nos 158,3 milhões de euros declarados. Somado aos 12 milhões de euros em impostos que o clube deixou de pagar, o total da venda seria de 94,8 milhões de euros, cerca de 66% acima do valor. Também estão sendo mencionados na ação judicial dois dirigentes do Santos e o pai do jogador, por conta de sua empresa que fez as negociações.

Se comprovado, a punição prevê o pagamento de multas e dos impostos pendentes, que totalizam mais de 60 milhões e uma pena de prisão para Bartolomeu, de dois anos e três meses e para Rossel, de sete anos e seis meses.

O valor de um jogador

Além do salário registrado em carteira, um jogador de futebol tem somado a seus ganhos um bônus pago por parceiros, chamado de luvas e o direito de imagem, que é a aparição deste junto à mídia com a camisa do time, são as ações de marketing, que fazem o valor subir de acordo com a aceitação junto aos torcedores.

Publicidade

Diz-se que o custo da rescisão do contrato define o real valor do jogador, ou seja, quem paga o preço.

O Observatório Futebol CIES, de Espanha, desenvolveu uma ferramenta On Line que avalia o valor do jogador. Ela permite avaliar o valor de transferência atual de jogadores que passaram os últimos seis meses nas grandes ligas europeias. Utiliza um algoritmo exclusivo criado com base em cerca de 1.500 taxa pagas por transferências, em 5 grandes clubes. Os algorítimos são atualizados após o fechamento de cada janela de transferência que ocorre no meio do ano até o início de setembro.

Segundo o site do Observatório, o objetivo da ferramenta é ajudar na transparência e no jogo bonito fora do campo.