O São Paulo Futebol Clube vendeu o jogador Rodrigo Caio para o Atlético de Madri por $15 milhões de euros, ou seja, R$ 53 milhões de reais.

O atleta, revelação da base tricolor, é um profissional versátil, pois pode atuar como zagueiro ou volante, e era um dos jogadores mais valorizados no elenco.

Depois de muita especulação, o clube espanhol chegou ao acerto com o tricolor paulista, e a forma de pagamento será da seguinte maneira: R$ 44 milhões à vista, e a depender das metas alcançadas com o jogador no clube, os colchoneros pagarão mais R$ 9 milhões ao São Paulo.

O valor final da venda foi o mesmo oferecido anteriormente, e que foi prontamente rejeitado, pois o São Paulo havia recebido uma proposta de R$ 20 milhões de euros, cerca de R$ 68,4 milhões de reais, antes de o atleta ter sofrido séria lesão no joelho.

Publicidade
Publicidade

O que levou os dirigentes do time paulista a aceitarem a proposta é o atual momento dos cofres do clube, que vive uma complicada crise financeira. O único ponto que ainda não foi esclarecido é se Rodrigo irá para Madri no meio do ano ou após o término do Campeonato Brasileiro.

O São Paulo possuía 80% dos direitos federativos do jogador, e por isso receberá R$ 42,4 milhões de reais em seu cofre. E esse dinheiro será importante para quitar as dívidas do clube com os atletas do atual elenco, feito comemorado pelo zagueiro Dória, que vê a possibilidade de ter seus salários acertados com a direção com a venda de Rodrigo.

Rodrigo Caio começou sua carreira no clube do Morumbi em 2005, quando tinha 11 anos. Ele se destacou na categoria infantil do clube, e foi transferido para o centro de Cotia, e nas categorias de base conquistou vários títulos com a camisa tricolor, onde participou de equipes que contavam também com Lucas, Casemiro e Bruno Uvini.

Publicidade

Apesar de seu potencial, e por ter se tornado um dos jogadores mais valorizados no elenco atual do clube, e por ter sido negociado por um alto valor, sua estreia no profissional do São Paulo foi com uma derrota de 5x0 para o rival Corinthians no Campeonato Brasileiro de 2011. Mas agora ele irá escrever mais um importante capítulo de sua história em um dos maiores clubes do mundo, o Atlético de Madri. #Futebol #Resenha Esportiva