Já fazia algum tempo que os brasileiros não se destacavam nos torneios de tênis no circuito mundial. Guga deixou saudades e mostra seu sorriso de criança lá pelos lados da linda Florianópolis, mas está presente em todos os eventos mundiais. Sua presença sempre é bem recebida. Uma nova dupla, que atualmente quase chegou até as quartas de final, volta para as quadras na busca de conquistar o primeiro título em 2015.

Desta vez a dupla foi um pouco mais longe. Eles estão na Alemanha. Por lá está em disputa um novo troféu no ATP 250 de Stuttgart. A vítima desta vez foi a dupla alemã formada por Philipp Petzschner e Jan-Lennard Struff.

Publicidade
Publicidade

O ATP 250 é um circuito profissional de tênis. Dele participa a elite global do esporte. A organização do torneio fica por conta da Associação de Tenistas Profissionais (ATP). O torneio denominado ATP World Tour compreende o Grand Slam, o Masters, a série 500, a série 250, a Davis e as finais do ATP World Tour.

O brasileiro é um tenista de 33 anos chegou a ser um dos primeiros no ranking de duplas da ATP. Ele divide, junto com Marcelo Melo, o posto de melhor jogador de duplas em todos os tempos no tênis brasileiro. Junto com Peya ele já conquistou 19 títulos em nível ATP.

O austríaco tem 35 anos chegou junto com o brasileiro aos primeiros lugares no ranking de duplas. Ele representa a equipe austríaca na copa Davis. Atualmente ele joga de forma fixa com o brasileiro e ambos fazem uma parceria de grande sucesso em campeonatos de duplas.

Publicidade

A dupla chegou a ocupar o posto de 2ª dupla do mundo no ranking ATP (em 2013).

A dupla, que atualmente ocupa o décimo-terceiro lugar no ranking desta temporada e espera melhorar a sua classificação, voltando ao topo, irá enfrentar na sequência uma nova dupla, agora formada por um alemão e um austríaco.

Os tenistas Andre Begemann e o austríaco Julian Knowle venceram Andreas Beck e Michael Berrer, também da Alemanha e que não souberam fazer o seu dever de casa da forma mais correta.

Ao contrário da partida anterior em Roland Garros, que durou mais de duas horas, agora foi jogo rápido. A dupla terminou com os tenistas da casa utilizando para tanto apenas 49 minutos de um tênis rápido e bonito, elogiado pelos presentes.

A dupla está confiante e já pensando na terceira partida, onde irão pegar carga pesada. Eles irão enfrentar Rafael Nadal (velho conhecido dos brasileiros) e Feliciano Lopéz, que nem precisaram entrar em quadra para vencer o último compromisso, com a desistência de seus adversários, uma dupla colombiana formada pelos tenistas Juan Sebastián Cabal e Robert Farah. #Entretenimento