O clube norte-americano Orlando City pode tirar o jogador Paulo Henrique Ganso do São Paulo.


Segundo o site UOL Esporte, o time da Flórida quer comprar os 32% dos direitos econômicos do meia que pertencem à equipe paulista. A oferta totaliza R$ 19 milhões, englobando o valor de R$ 5 milhões em dinheiro e também o perdão da quantia que o SPFC deve ao Orlando, no total de R$ 13,9 milhões. Esta soma diz respeito a obrigações estabelecidas em contrato e não cumpridas no empréstimo de Kaká, que pertence ao clube dos EUA e jogou no Tricolor em 2014.


No ano passado, o Orlando City tirou Kaká do Milan (Itália), para que ele passasse a jogar nos Estados Unidos. Porém, um acordo previa que o jogador passasse o último semestre do ano na equipe paulista, o que aconteceu. O contrato afirmava que o São Paulo pagaria pelo empréstimo com seis parcelas de R$ 400 mil, a arrecadação de um amistoso a ser realizado entre os dois clubes e a renda dos dois primeiros jogos com Kaká no Morumbi.


De acordo com o time da Flórida, nenhuma parcela foi paga no prazo combinado, o amistoso não aconteceu e apenas um jogo teve sua renda enviada aos Estados Unidos. Assim, o Orlando tentará usar Ganso como último recurso no desacordo.


Segundo Paulo Luciano Andrade Minto, advogado que atua como representante jurídico do Orlando City no Brasil, está é a última chance para que o caso não vá para justiça e o SPFC tem até a próxima quinta-feira (23) para decidir o que fará.


De acordo com o UOL Esporte, o departamento de comunicação do São Paulo afirma que o clube não vê chance de um entendimento a respeito da transferência de Paulo Henrique Ganso. O Tricolor diz que já resolveu o problema, em reunião ocorrida em fevereiro com o CEO do Orlando City, Alexandre Leitão, que teria concordado com o pagamento de R$ 1,7 milhão.


Já Ganso é favorável à transferência, já tendo iniciado conversas com o time da Flórida para facilitar sua adaptação, caso a mudança ocorra.


Passando por uma delicada situação financeira, a diretoria do São Paulo já afirmou que nenhum jogador do elenco é inegociável e que todas as propostas que chegarem serão analisadas. No caso do ex-santista, o valor definido pelo clube para sua venda é de R$ 15 milhões.


Nos últimos meses, o Santos tentou a volta de Ganso ao time, sem sucesso. Depois foi a vez do Flamengo tentar contratar o meia, tendo oferecido R$ 10 milhões pelos direitos econômicos, oferta recusada pelo São Paulo.
#Futebol