Mesmo sem a facilidade das rodadas anteriores, o suíço Roger Federer venceu neste sábado (4) o australiano Sam Groth, 68° do ranking da ATP, pela terceira fase de Wimbledon, com parciais de 6/4 6/4 6/7 (5) 6/2. Pela primeira vez no torneio, o cabeça de chave número 2 perdeu um set. Ele encara agora o espanhol Roberto Bautista Agut pelas oitavas de final.

A vitória ampliou o retrospecto favorável que Federer mantém contra tenistas australianos em Grand Slams. A última derrota do suíço para um jogador da Austrália em um dos quatro maiores torneios foi justamente em sua estreia nos Majors, contra Patrick Rafter, em 1999.

Publicidade
Publicidade

Por outro lado, o confronto frente ao australiano Sam Groth, de 1,93m, foi apenas o segundo na carreira de ambos os tenistas. Antes, eles haviam se enfrentado no US Open de 2014, ocasião na qual Federer venceu por triplo 6/4. Ainda sobre estatísticas, o número 2 do mundo alcançou com a vitória de hoje o 75° triunfo em 84 jogos disputados em Wimbledon, onde é heptacampeão.

Mas teve que suar. No primeiro set, Federer conseguiu encaixar boas devoluções sobre o potente saque de Groth, o que bastou para conquistar uma simples quebra e fechar a parcial em 6/4. O panorama de jogo se repetiu no segundo set e, com outra quebra, Federer abriu vantagem e garantiu novo 6/4, abrindo dois sets a zero.

No terceiro set, Groth conseguiu conquistar mais pontos através do seu serviço e dificultou as devoluções do oponente.

Publicidade

Federer, contudo, pouco foi ameaçado em seu saque e, desta forma, a parcial se encaminhou para a definição no tie-break. No desempate, uma dupla falta do suíço deu vantagem a Groth, que mais uma vez aproveitou o seu saque para fechar o set e diminuir a distância no placar.

Pela primeira vez em 2015, Roger Federer perdia um set em Wimbledon. Mas a esperança do australiano durou pouco. No quarto set, teve seu saque logo quebrado e Federer, já em vantagem na parcial, o quebrou de novo no oitavo game e teve a tranquilidade em fechar em 6/2. Após 2h16min de partida, Federer segue firme na busca pelo oitavo título na grama sagrada do All England Club. #Tênis #Wimbledon 2015