Bastaram três partidas, sendo uma derrota e duas vitórias, para notar uma grande diferença no #Palmeiras de Marcelo Oliveira. Um time mais técnico, melhor distribuído e com muito mais alma. Não que o trabalho do Oswaldo não fosse bom, mas o ex-treinador do Verdão parecia ter perdido por completo a mão do time.

As mudanças, algumas em ordem de posicionamento, outras de atletas, surtiram efeito rápido. O esquema permanece o mesmo com o famoso 4-2-3-1 - que estava um tanto longe de dar certo -, mas as alterações pontuais o tornou possível.

A primeira medida de Marcelo Oliveira foi resgatar o lateral Egídio, que chegou como solução, mas estava minguando com a irregularidade.

Publicidade
Publicidade

O treinador deu total liberdade para o atleta, que tem como característica o forte apoio no ataque. O resultado: duas assistências e um gol, nos últimos dois jogos.   

Para realizar essa mudança, Marcelo precisou sacrificar o experiente Zé Roberto. Apesar da importância do jogador, claramente (por conta da idade) não consegue desempenhar um grande futebol durante 90 minutos, nem mesmo atuando no meio-campo. Para o técnico, é melhor ter o veterano atleta em ótima condição durante alguma parte do segundo tempo.

Outro ponto crucial para este início de arrancada do Palmeiras, no Brasileirão 2015, é a atitude. Tanto no aspecto motivacional, quanto na parte tática. Percebe-se o dedo do treinador, quando em uma partida teoricamente complicada diante da Chapecoense, onde o adversário se comporta de forma defensiva, dificuldade as jogadas; o time mostra tranquilidade e paciência para furar o bloqueio.

Publicidade

Entre virtudes e defeitos para se corrigir, dizer que o Palmeiras brigará pelo título, ainda é muito cedo. Atualmente o Alviverde ocupa o meio da tabela e inicia um trabalho que nas primeiras impressões é de um futuro promissor, principalmente por ter um elenco bem distribuído, sem carências e por pagar em dia, algo que é obrigação, mas tem sido raro encontrar neste deficiente futebol brasileiro.

O fato de contar com todos esses fatores a seu favor, pode ser fundamental no momento de decisão do Campeonato Brasileiro 2015. #Resenha Esportiva