Com a presença de Pelé, o Inter conquistou o bicampeonato da Libertadores da América justamente em cima de um mexicano. O Chivas Guadalajara foi o rival colorado na decisão da edição de 2010 do torneio, e não foi páreo para os gaúchos, que venceram os dois confrontos: primeiro no México, por 2x1, e depois no Brasil, por 3x2 – garantindo a taça.

Com um novo rival mexicano pela frente, já que mede forças contra o Tigres pela semifinal da Libertadores de 2015 a partir desta quarta-feira (15), no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS), o Inter também se apega às estatísticas e ao bom retrospecto para mostrar sua força e se credenciar à final.

Publicidade
Publicidade

Curiosamente, quando bateu o Chivas no Beira-Rio por 3x2, em 2010, sagrando-se assim bicampeão continental, o time gaúcho tinha Rafael Sóbis no comando de ataque. Naquele jogo, Sóbis empatou a partida para o Inter após cruzamendo do ex-lateral esquerdo Kléber. Hoje, ele é rival. Rafael Sóbis é homem de confiança do treinador do Tigres, o também brasileiro Ricardo Ferretti, e é presença confirmada em ambos os duelos contra o ex-clube.

Ao desembarcar em Porto Alegre na segunda-feira (13), Sóbis admitiu sentir-se em casa e comemorou o fato de jogar “na minha cidade”. Entretanto, se esquivou de perguntas referentes ao seu passado no Inter, onde esteve nos dois elencos que fizeram o clube gaúcho bicampeão da América, em 2006 e 2010.

Pumas no caminho em 2006  

No primeiro título colorado no continente, um outro mexicano fez parte da caminhada do time então treinado por Abel Braga.

Publicidade

Na fase de grupos da Libertadores daquele ano, o Pumas, do México, caiu na mesma chave que o Inter. E deu trabalho.

Na partida do Beira-Rio, chegou a abrir 2x0 no primeiro tempo e fez incrédulos milhares de colorados que ansiavam por uma grande vitória. Mas ela veio. Com gols de Michel, Fernandão e Adriano Gabiru, em uma enorme reação, o Inter virou para 3x2 e comemorou valiosos três pontos que o aproximaram da classificação. Na partida de volta no México, outra virada colorada. Rentería e Fernandão marcaram na vitória de 2x1.

Recentemente, outros dois adversários do país da América do Norte cruzaram o caminho do Inter. Na Copa Sulamericana de 2008, vencida pelos gaúchos, o Chivas foi o rival derrotado em dois jogos na semifinal. Pela fase de grupos da Libertadores de 2011, a única derrota colorada para times do México. Depois de perder por 4x0 no jogo de ida no Beira-Rio, o Jaguares deu o troco em casa e ganhou por 1x0. No total, o Inter tem cinco vitórias e apenas uma derrota diante dos mexicanos. #Futebol #Sport Club Internacional