Uma reunião na madrugada deste domingo do comitê executivo da Federação Internacional de #Basquete (FIBA) em Tóquio, Japão, confirmou a presença da Seleção Brasileira de Basquete nos jogos olímpicos do Rio em 2016.

O Brasil sofreu com a dúvida da participação do basquete nas olimpíadas até este domingo em virtude de um problema financeiro. A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) não quitou todo o pagamento prometido à FIBA pela vaga da seleção brasileira masculina na última Copa do Mundo de Basquete, realizada em 2014, na Espanha. Atualmente, o valor que ainda falta ser pago pela CBB está na casa dos R$ 3 milhões.

A novela sobre a participação brasileira nas olimpíadas se arrastou por um longo tempo.

Publicidade
Publicidade

Até o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) entrou no assunto para tentar resolver o caso. Mas, a FIBA insistia que não cederia se não recebesse o valor devido pela vaga brasileira no Mundial.

Segundo o anúncio feito nesta madrugada pela entidade, o Brasil garantiu seu lugar por ter uma "rica história no esporte e por poder garantir que terá suas melhores equipes disputando a competição no Rio". O comunicado oficial à imprensa revelou que a CBB, "apoiada por seus parceiros e Comitê Olímpico Brasileiro (COB), fez um firme compromisso de pagar a dívida".

A decisão favorável da FIBA era esperada pela Confederação Brasileira de Basquete, apesar de todas as dúvidas. O presidente Carlos Nunes demonstrava muita confiança em todas as entrevistas dadas até este anúncio da FIBA. Prova disso foi a convocação de Rubén Magnano para a disputa do Pré-Olímpico do continente realizado no México e que dará uma vaga ao campeão.

Publicidade

O técnico poupou as principais estrelas brasileiras da NBA, e levou um elenco considerado de nível inferior para o torneio. 

Veja o comunicado da Fiba:

As seleções brasileiras masculina e feminina vão competir nos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro depois de o Conselho Central da Fiba ter decidido conceder a vaga automática das equipes em uma reunião realizada em Tóquio neste domingo.

A decisão foi tomada com base na aplicação da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), que confirma que atende as diversas necessidades esportivas, incluindo ter uma história rica no basquete e ser capaz de garantir seus melhores times para competir no Rio.

CBB, apoiada por seus parceiros e pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), assumiu um firme compromisso de pagar a dívida existente.

De acordo com os estatuos da Fiba, o Conselho Central detém o direito de garantir a classificação automática ao país anfritrião dos Jogos Olímpicos.

ROGÉRIO CENI LUTA PARA DAR TÍTULO NACIONAL AO SÃO PAULO E COROAR APOSENTADORIA

GABRIEL ROMPE LIGAMENTOS DO JOELHO E NÃO JOGA MAIS EM 2015 #Seleção de Futebol #Rio2016