Vanderlei Luxemburgo não é mais técnico do #Cruzeiro. Depois de comandar o brilhante time de 2003 que conquistou a Tríplice Coroa no ano, o comandante não repetiu os bons resultados e acabou sendo demitido nesta segunda-feira (31), um dia após mais uma derrota pelo Campeonato Brasileiro. No domingo, o Santos venceu o Cruzeiro no Mineirão por 1x0, em um golaço do centroavante Ricardo Oliveira. Com o novo insucesso, o time caiu para o 16° lugar com os mesmos 22 pontos do Goiás - primeiro time na zona do rebaixamento.

A direção de #Futebol também sofreu mudanças. Isaías Tinoco, então diretor de futebol do clube, deu lugar a Bruno Vicintin, que era superintendente das categorias de base na Toca da Raposa.

Publicidade
Publicidade

A má fase é tanta que o time já acumula seis jogos sem vitória. O último triunfo foi diante do Palmeiras, pelo Brasileirão, em casa, ainda no início de agosto. Neste período de jejum de vitórias, o Cruzeiro acabou sendo eliminado pelo próprio Palmeiras nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Luxa deixou o clube sem dar declarações. Publicamente, a diretoria cruzeirense informa que ainda não fez contato com nenhum outro treinador para vir a ocupar o cargo vago. Gilvan de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro, disse que a decisão de demitir o técnico foi tomada nesta segunda.

"Decidimos fazer a troca nesta segunda-feira. Vanderlei Luxemburgo me agradeceu e falou que respeitava a decisão tomada. E ele em nenhum momento citou multa rescisória", disse o mandatário.

Números

De fato, os números de Vanderlei Luxemburgo em sua nova passagem pelo Cruzeiro deixaram muito a desejar.

Publicidade

Em 19 partidas sob o seu comando, o time perdeu 10 vezes, empatou três e teve somente seis vitórias. A defesa vazou 21 vezes e o ataque marcou em 16 ocasiões. Em sua primeira passagem pelo clube, de 2002 a 2004, o aproveitamento foi de 70,4%. Na oportunidade, o Cruzeiro venceu 68 vezes, teve 22 empates e 17 derrotas, em um total de 107 jogos.

Esse ano, Luxemburgo assumiu o clube em substituição a Marcelo Oliveira, técnico bicampeão brasileiro com a equipe em 2013 e 2014.