Após mais um péssimo resultado em casa, no Morumbi, - o São Paulo perdeu nesta quinta-feira (20) por 2x1 para o Ceará no jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil -, o principal jogador do time veio à público defender o treinador colombiano Juan Carlos Osorio, que começa a ser pressionado pelas constantes mudanças na equipe titular. Nesta sexta-feira (21), Alexandre Pato defendeu o técnico em entrevista coletiva. Mas, no sábado passado, pelo Campeonato Brasileiro, a equipe já havia perdido em casa para o Goiás, por 3x0.

Alexandre Pato, que teve longa passagem pelo #Futebol italiano defendendo as cores do Milan, segue defendendo o modelo de futebol proposto por Osorio, que realiza constantes rodízios no time titular alternando peças e esquemas táticos.

Publicidade
Publicidade

O atacante também elogiou os treinamentos do comandante. No trabalho desta sexta, Osorio chegou a usar goleiros como jogadores de linha.

"Os jogadores e as pessoas de fora, principalmente a imprensa, precisam entender que essa forma de rodízio é importante para os atletas e também para o treinador. No Milan o nosso time fazia muito isso, lá é normal. Infelizmente, para o jogador no Brasil é diferente. Perder Osorio agora seria tragédia, seria besteira. Tendo confiança no técnico todo mundo acaba se sentido útil no grupo para poder jogar. O rodízio vai ter efeito lá na frente, em outubro, novembro", opinou o jogador, que é o goleador do São Paulo no ano com 20 gols.

Pato não esteve entre os alvos dos xingamentos da torcida durante a derrota para o Ceará, nesta quinta. No entanto, jogadores experientes como Michel Bastos e Ganso foram fortemente cobrados pelos são-paulinos.

Publicidade

"Todo mundo sabe que a torcida tem todo o direito de cobrar, xingar, vaiar. Só que se eles nos apoiarem vai ser muito melhor para todos. Quando estamos em uma situação ruim, precisamos da torcida para reverter. Estava estranho no jogo contra o Ceará, pois uma parte apoiava e outra criticava. Precisamos de uma torcida unida, que se resolva entre xingar ou apoiar os jogadores no campo", destacou Alexandre Pato.

 

  #Entretenimento #Crise