Pela segunda vez consecutiva, Novak Djokovic e Roger Federer se encontrarão na final de um Grand Slam. Assim como já havia ocorrido em Wimbledon, com vitória do sérvio, os dois tenistas voltam a se enfrentar na decisão de um dos quatro maiores torneios de #Tênis do circuito da ATP. Dessa vez, decidirão o US Open, em jogo marcado para o próximo domingo (13). Nesta sexta (11), tanto Djokovic quanto Federer não tiveram a menor dificuldade em passar pelas semifinais.

Primeiro, foi a vez de Novak Djokovic, campeão nos #EUA em 2011, entrar em quadra. Diante do atual campeão do torneio, o croata Marin Cilic, o sérvio não tomou conhecimento do adversário e foi absolutamente o dono da partida.

Publicidade
Publicidade

Com direito a "pneu" no primeiro set, Nole fechou o jogo em 6/0 6/1 6/2 e voltou à final do US Open depois de perder em 2013 para Rafael Nadal. Após o jogo, Djokovic reconheceu as dificuldades de Cilic em função de uma lesão no tornozelo direito.

Na sequência, Roger Federer deu show na Arthur Ashe Stadium. Com a quadra principal do complexo que abriga o Aberto dos EUA lotada, o ex-número 1 do mundo passou por cima do seu compatriota Stan Wawrinka e garantiu lugar na final seis anos depois de ter ficado com o vice-campeonato na derrota para o argentino Juan Martin Del Potro, em 2009. Contra Wawrinka, Federer marcou 6/4 6/3 6/1 e ainda ouviu um brasileiro brincar antes do primeiro match point do jogo e gritar o famoso "Vai, Corinthians!".

Zebra no feminino

A italiana Roberta Vinci protagonizou uma enorme zebra na chave feminina de simples nesta sexta.

Publicidade

De virada, ela desbancou a favorita norte-americana Serena Willians e garantiu vaga na final deste sábado contra a compatriota Flavia Pennetta, que, mais cedo, havia vencido a romena Simona Halep sem maiores dificuldades.

A derrota de Serena surpreendeu a todos os fãs da norte-americana que lotaram a Arthur Ashe na tarde desta sexta. Eliminada na semi, ela viu escapar por entre os dedos a possibilidade de fechar o chamado Grand Slam - que representa a conquista dos quatro maiores torneios do mundo no mesmo ano. #UsOpen