#Cristiano Ronaldo é o melhor jogador do planeta e exige que seja tratado como tal. Segundo afirma a imprensa internacional, Rafa Benítez está elogiando o craque sempre que tem oportunidade, afirmando mesmo que ele é indiscutível e que mesmo que seu técnico quisesse não conseguirá deixá-lo de fora do time. Essas manifestações de simpatia estão atormentando um pouco a imprensa, pois até pouco tempo, Ronaldo e seu técnico tinham uma relação muito complicada. Rafa Benítez, sabendo que o atacante está querendo sair, pode estar utilizando a melhor estratégia para convencer Ronaldo a ficar: alimentando seu ego.

Uma das maiores regras de um técnico de futebol é nunca colocar uma individualidade à frente do coletivo, porém o que tem acontecido nessas últimas semanas tem sido precisamente o contrário.

Publicidade
Publicidade

Rafa Benítez nas duas últimas coletivas de imprensa fez questão de elogiar Cristiano Ronaldo, afirmando que ele é indiscutível no time e que, aconteça o que acontecer, o craque estará sempre jogando de início, algo pouco comum de ser falado por um técnico profissional de futebol.

Porém, essa estratégia parece ter começado quando se tomou conhecimento do forte interesse do Manchester United na contratação de Cristiano Ronaldo, como informou a imprensa internacional há poucos dias. A partir desse momento, Rafa Benítez parece ter esquecido todos seus problemas com Ronaldo, começando a elogiar o atacante sempre que Ronaldo aparece em conversas com a imprensa, “namorando” assim seu melhor jogador.

Cristiano Ronaldo sempre gostou  que seu talento fosse reconhecido por seus companheiros de time e técnicos.

Publicidade

Uma vez que a torcida espanhola não dá o valor que o melhor jogador do mundo pensa que merece, os dirigentes do Real Madrid podem estar usando uma estratégia muito simples para convencer Ronaldo a ficar em seu clube pelo menos até ao fim dessa temporada: alimentar seu ego sempre que possível, colocando-o em um patamar acima de seus companheiros, algo que ele já conseguiu há muito tempo, mas sente que esse fato não é sempre reconhecido. #Futebol Internacional