O referendo para a independência da Catalunha, realizado ontem dia 27 de setembro, foi inconclusivo, pois a vitória do “sim” não foi maioritária, o que pode fazer com que sejam organizadas mais eleições para determinar o que pretendem os catalães, como informa o site da “Globo”. Enquanto isso, o futuro do principal time da região, o Barcelona, continua estando pendente, algo que está atormentando a torcida. As possibilidades são muitas, sendo que caso se confirma a independência, o Barcelona pode mesmo sair da Primeira Liga Espanhola, algo nunca visto em um time de dimensão mundial. Porém, o Barcelona tem algo correndo a seu favor: o impacto financeiro que garante.

Publicidade
Publicidade

O presidente da Liga Espanhola afirmou em uma entrevista recente que o Barcelona sairá do campeonato espanhol, caso a Catalunha se torne um estado independente. Contudo, essas declarações podem ser consideradas uma estratégia de pressão para os catalães que estão pensando na independência de sua região. Pois, como é de conhecimento público, ao lado do Real Madrid o Barcelona é o time que mais dinheiro produz para o campeonato e seria uma enorme perda desportiva, mas sobretudo financeira, caso um dos maiores times do mundo abandone a competição.

Por isso mesmo, há também o cenário da Catalunha se tornar independe, mas o Barcelona continuar competindo na Liga Espanhola, bastando apenas seu presidente mudar e adaptar os regulamentos da prova, incluindo assim, para além de times provenientes de Espanha e Andorra, equipes da Catalunha para jogar seu campeonato.

Publicidade

Com o conhecimento desse facto, os catalães sabem que seu time não pode acabar porque é demasiado importante para o futebol, sendo que, em um outro cenário, caso Espanha não aceite o Barcelona, outras ligas podiam chegar a acordo com a direção do time, caso da Liga Francesa, que tem em suas competições o Mônaco, que também é um estado independente.

Porém, este pode ser o pior dos cenários, apesar de improvável: o Barcelona ficar pelo menos um ano sem ter competições nacionais, algo que poderia fazer com que seus principais craques tivessem que sair do clube, como por exemplo Messi e o nosso Neymar. Contudo, tal como o referendo de ontem, o futuro do Barcelona também está indefinido, mas com a certeza que quem aceitar o seu time, vai valorizar muito o seu campeonato, ganhando muito dinheiro e impacto internacional. #Europa #Futebol Internacional #Lionel Messi