Após segurar até agora o uso de qualquer uma das possibilidades que tinha de melhorar a sua unidade de potência nesta temporada da Fórmula 1, a fabricante de automóveis alemã, Mercedes, adotou uma abordagem que, acredita, a ajudará a longo prazo.

Nico Rosberg e Lewis Hamilton, pilotos da escuderia, usarão suas 3ª unidades de potência para a temporada, já no GP da Itália, em Monza, incorporando as alterações de todos os sete tokens que a equipe teve a sua disposição. Mas, ao invés da abordagem ser uma tentativa de maximizar o potencial de energia para o próximo GP, a mudança é mais destinada a dar-lhes uma vantagem inicial no desenvolvimento de 2016.

Publicidade
Publicidade

Entende-se que a maioria dos desenvolvimentos introduzidos são parte de uma direção que a equipe quer adotar para a próxima temporada, afim de testar o motor nesta temporada, dando mais margem para melhoras no próximo ano. Introduzindo as alterações agora, também lhes permitirá controlar o teste de novos produtos de combustível e lubrificantes do fornecedor Petronas, que se espera ajudá-los a manter a vantagem a frente do grid.

As mudanças são limitadas para a equipe principal, por agora, embora, seja possível que as clientes Williams, Lotus e Force India possam ter acesso aos desenvolvimentos posteriores na temporada. A Honda já usou algumas fichas de motor no GP da Bélgica, enquanto a Ferrari também tem considerado usar algumas para a corrida deste fim de semana na Itália.

Enquanto isso, as outras equipes decidem se usarão todos os seus tokens restantes agora ou não. A prudência diz que se deve poupar caso haja alguma imprevisibilidade no futuro, mas não é o que a Mercedes demonstra. Ela parece ter total conhecimento de sua unidade de força e pode ter dado mais um golpe de mestre.

Publicidade

Utilizando todas suas modificações tão precocemente evidencia a intenção de testar o motor a exaustão, corrigir problemas e encontrar soluções durante os oito fins de semana restantes na temporada de 2015, já que os testes estão extremamente reduzidos.

-Tokens restantes-

Mercedes: 0

Honda: 4

Renault: 12

Ferrari: 10

Fica a pergunta: Será que as outras equipes farão o mesmo? #Automobilismo #Blasting News Brasil