Aos 60 anos, o gaúcho Clóvis Acosta Fernandes faleceu na madrugada desta quarta-feira (16) ao sofrer complicações de um câncer. O tradicional torcedor da #Seleção Brasileira estava internado na Santa Casa de Misericórdia, em Porto Alegre (RS), desde o mês de julho. Clóvis deixa quatro filhos e uma linda história de dedicação e amor à pátria vista por inúmeras vezes nas arquibancadas mundo afora.

E o Gaúcho da Copa era pé quente. Ele esteve presente nas conquistas do Brasil em 1994, nos Estados Unidos, e em 2002, na Coréia e no Japão. Frank Damasceno, filho de Clóvis, relatou os últimos momentos na companhia do pai, que, segundo ele, sempre lutou pela vida.

Publicidade
Publicidade

"Horas antes de falecer, ele sentou em sua cama do hospital e disse que iria para casa. Meu pai deu grandes demonstrações de amor à vida e de garra. Mesmo com câncer, o sorriso sempre esteve no rosto. Os médicos fizeram o que dava para ser feito. Só que o câncer avançou por praticamente todo o corpo e ele piorou demais na terça-feira", contou.

O projeto de acompanhar o Brasil em Copas do Mundo teve início no ano de 1990. A partir de então, ele era presença garantida onde quer que a Seleção estivesse. No total, ele acompanhou 162 jogos do time brasileiro e acabou ganhando fama depois da conquista de 2002. Sempre que era filmado, ostentava um largo bigode e uma réplica da taça mundial nas mãos.

Presente na Copa de 2014, Clóvis não resistiu à dor da pesada derrota na semifinal por 7x1 para a Alemanha e foi fotografado chorando e sendo consolado.

Publicidade

A imagem correu o mundo e foi usada hoje por um perfil da Seleção Alemã nas redes sociais para homenagear o eterno Gaúcho da Copa.

O perfil oficial do Grêmio, time de Porto Alegre e também do coração e de infância de Clóvis, também postou homenagens em decorrência do falecimento do folclórico torcedor. Durante toda esta quarta-feira, o Gaúcho da Copa foi um dos principais assuntos a serem comentados no Twitter, reunindo milhares de mensagens de apoio à família e tristeza pela perda.

 

 

  #Futebol #Seleção Brasileira