O #Palmeiras garantiu no início dessa semana a renovação do zagueiro Vitor Hugo, titular do time desde o início da temporada. O jogador, que inicialmente estava por empréstimo no clube paulista, assinará um novo contrato que será válido por mais cinco anos. A diretoria do Verdão e o empresário do atleta, Lucas Lages, vinham mantendo conversas adiantadas ao longo das últimas semanas.

Conforme estipulava o contrato de empréstimo assinado no início do ano entre Palmeiras e jogador, o time do Allianz Parque teria até dia 31 de agosto para exercer o poder de compra e adquirir 50% dos direitos federativos de Vitor Hugo junto ao Tombense, de Minas Gerais, por US$ 1,5 milhão.

Publicidade
Publicidade

Depois deste prazo, os alviverdes seguiriam tendo a preferência de negócio, mas os valores seriam reajustados.

Vitor Hugo foi um dos principais destaques do América-MG durante a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B na temporada passada. O zagueiro foi um dos primeiros reforços do Palmeiras para 2015, que, a partir da chegada do novo diretor de #Futebol, Alexandre Mattos, enfileirou uma série de contratações. Foram 25, no total.

Mesmo desconhecido no futebol paulista, Vitor Hugo ganhou a confiança do então treinador Oswaldo de Oliveira e demonstrou boas características como defensor logo em seus primeiros jogos, sobretudo com relação ao tempo de bola e ao jogo aéreo. Pelo Brasileirão, o zagueiro já fez dois gols em situações muito parecidas: cruzamento de escanteio na primeira trave e testaço certeiro, nos jogos contra Atlético-MG e Inter - ambos no Allianz Parque.

Publicidade

Com a chegada do novo treinador Marcelo Oliveira, o defensor permanece intocável no time titular, e só deixou os onze inicial por motivos de lesão ou suspensão. Com a camisa do Palmeiras, Vitor Hugo já realizou 38 partidas e anotou 5 gols. Ele era um dos dez jogadores palmeirenses com contrato até dezembro desse ano. Rafael Marques, Zé Roberto, Kelvin, Aranha, Jackson, Victor Ramos, Fernando Prass e Andrei Girotto são outros atletas que ainda têm situação indefinida.

 

 

  #Negócios