Bryan Habana igualou a Copa do Mundo de Rugby, o recorde de pontuação ao fazer o time da  África do Sul conquistar o primeiro lugar no Grupo B vencendo os Estados Unidos por 64-0 no Estádio Olímpico de Londres nesta quarta-feira, 7. O Springboks voltará a enfrentar o perdedor da partida de sábado entre as duas melhores equipes do Grupo A, Austrália e País de Gales.

O vencedor desse jogo terá pela frente Escócia ou Japão no último oito. Os escoceses podem conquistar o segundo lugar ao bater Samoa no sábado, em Newcastle, na véspera da partida de encerramento entre o Japão e os EUA, no domingo.

No outro jogo da quarta-feira, a Namíbia perdeu por pouco para a Geórgia 16-17 em Sandy Park, em Exeter.

Publicidade
Publicidade

A Namíbia enfrenta a Argentina no domingo, mas não tem a chance de avançar além da fase de piscina. O lado Africano, o menor classificado no torneio, nunca ganhou um jogo de Copa do Mundo.

A vitória da Georgia, sua segunda na competição, garante um lugar na Copa do Mundo de 2019, que deverá ter lugar no Japão. "Georgia veio para a Copa do Mundo pela primeira vez em 2003, e agora em 2015 estamos entre as 12 melhores equipes na Copa do Mundo", disse  Davit Zirakashvili, depois de jogar seu último jogo para o lado.

"É realmente algo bonito para um pequeno país como a Geórgia. Espero que nos próximos anos vamos subir ao top 12, top 10 ou top oito", completou Davit. Os norte-americanos conseguiram marcar três pontos, embora conseguiram segurar o duas vezes campeão do mundo para Boks apenas 14-0 no intervalo.

Publicidade

No entanto, a equipe de Heyneke Meyer, em seguida, correu em oito tentativas após o intervalo, com Habana entalhando seu hat-trick no espaço de apenas 19 minutos. Foi a maior margem de vitória do torneio até agora, e maior derrota na Copa do Mundo Eagles americanos.

Na companhia de uma lenda

Lomu que é astro do Rugby marcou sete tentativas em sua primeira Copa do Mundo em 1995, incluindo quatro na vitória semifinal sobre a Inglaterra, mas a Nova Zelândia perdeu para hospedar a África do Sul na disputa do título. O extremo gigante correu em mais oito tentativas no torneio 1999 hospedado pelo País de Gales, com dois vindo na derrota semifinal os All Blacks pela França.

Habana fez sua estréia na Copa do Mundo em 2007, quando ele combinava o recorde de Lomu de oito tentativas em um único torneio e ajudou os Springboks a ganhar o título. Ele cruzou duas vezes no evento de 2011, quando a África do Sul perdeu nas quartas de final.

Aos 32 anos, jogou pela África do Sul onde sofreu uma surpreendente derrota 34-32 contra o Japão, em 2015 abriu o grupo da equipe, mas marcou uma vez cada contra Samoa e Escócia antes de agudos de quarta-feira. Ele poderia ter tido mais qualidade no jogo, mas derrubou a bola quando ele mergulhou sobre a tryline aos 68 minutos.

Publicidade

Habana agora tem 64 tentativas, a nível internacional, igual ao total de ex-estrela Austrália David Campese - a maior que um jogador entre as nações de alto nível pode possuir. Do Japão Daisuke Ohata tem o registro total de 69. #Jogos #Resenha Esportiva #Blasting News Brasil